top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Triste sina de quem está na fila de uma UTI! (26/05/2021)



O Fato Sem Politicagem 26/05/2021


Nada mais distante da verdade na política brasileira que a forma empenhada na condução da CPI do Coronavírus, desde o início as perguntas são direcionadas, dependendo do depoente, se é favorável ou não ao discurso ideológico do famoso g7 da CPI, contando com senadores oposicionistas e considerados neutros, esse grupo tem perfil político contrario ao Governo Bolsonaro e está empenhado no impeachment do atual presidente, até mesmo fritá-lo até o próximo ano quando dar-se-ão as próximas eleições majoritárias.


A última depoente, a médica secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, teve uma postura firme e respondendo perguntas formuladas pela Comissão, mesmo com mandado de segurança lhe resguardando o direito de ficar calada em determinados assuntos específicos, no caso Manaus, mesmo assim, ela se manteve serena respondendo aos seus interrogantes de forma clara e objetiva.


Para quem torce pelo Governo acreditou que a depoente superou as expectativas, quanto aos oposicionistas ponderaram que foram localizadas 12 mentiras nas declarações da secretária Mayara. Particularmente, acredito que as partes procuram fazer análises de acordo com seus critérios, nesse caso fica muito difícil falar uma avaliação de quem esteja com a razão quando o assunto são os fármacos para uso com preventivo ou não no Coronavírus.


O certo seria as autoridades farmacêuticas, médicas e científicas, em consenso, dando parecer favorável ou não aos medicamentos longamente discutidos nessa CPI, sem, no entanto, o brasileiro, até agora, não ter nenhuma informação objetiva e esclarecedora para o uso dessa medicação. Enquanto isso, ficamos ao sabor dos ventos, como quem abestalhados, por conta de informações incertas e inseguras, nesse momento de tanta aflição.


Continuando a marcha da CPI do faz de conta, nesta quarta-feira (26) foi aprovada por essa Comissão a convocação de nove governadores: Wilson Lima (AM), Ibaneis Rocha (DF), Waldez Góes (AP), Helder Barbalho (PA), Marcos Rocha (RO), Antônio Denarium (RR), Carlos Moisés (SC), Mauro Carlesse (TO), Wellington Dias (PI); uma vice-governadora, Daniela Reinehr (SC) mais a presença do ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, além desses foram reconvocados o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e o atual ministro, Marcelo Queiroga.


Todo esse esforço concentrado na busca dos responsáveis pelas mortes dos mais de 450 mil brasileiros, por omissão, execução de tarefas erradas, até mesmo desvio de finalidade com o dinheiro enviado pelo Governo Federal, na minha concepção não é o momento oportuno, temos outras prioridades em questão, principalmente buscarmos soluções para evitarmos mais mortes de brasileiros inocentes e desvalidos a espera de um leito hospitalar numa UTI em qualquer hospital do Brasil, não é hora de revanchismo, precisamos salvar vidas.

Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista







19 visualizações1 comentário

1 Comment


Unknown member
May 27, 2021

Muito. bom.

Like
bottom of page