top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

...Preste atenção, o mundo é um moinho Vai triturar teus sonhos, tão mesquinhos...






Novo governo velhas práticas 29/08/2023




O título acima é um trecho da letra de uma música do Cartola, denominada “O mundo é um moinho”, um dos poemas mais bonitos que alguém já fez, o conjunto da obra é uma perfeição, a musicalidade aliada a ternura da letra, retrata bem a preocupação que o ser humano pode ter com uma pessoa da nossa estima e querenciada pelo verdadeiro amor quando demonstrado, ou não, mas que tange por toda uma vida longe dos olhos, porém perto do coração.



Agenor de Oliveira, o nosso menestrel Cartola, autor de 149 canções, sendo sua composição mais famosa e conhecida, “As Rosas Não Falam”, mas na minha humilde opinião é no mundo é um moinho, que ele fez para sua afilhada que ele renega toda sua insolência, colocando na letra de uma música todo sentimento traduzido em rima e palavras de apreço que alguém pode sentir verdadeiramente por outra pessoa, independente da correspondência.



Toda vez que sou remetido ao passado, busco nas palavras dos meus poetas preferidos toda sensibilidade emitida por eles, hoje estou sendo possuído por essa sensação de equilíbrio entre a poesia e a música do Cartola. Está ocorrendo uma situação na França que lembra bem o que passamos aqui no Brasil, no início do século passado, exatamente em 1906 a crise na nossa cafeicultura à época nossa produção superava a demanda e os preços defasaram.



Foi na crise de 1929 que os EUA diminuíram suas importações do nosso café e os preços caíram por terra. Já no Estado Novo, entre 1931 e 1944, o governo Vargas queimou 78 milhões de sacas de café, a solução encontrada para que os preços voltassem a compensar os custos de produção. Muitos cafeicultores se sentiram obrigados a desistiram do nosso petróleo verde, mudando de cultura agrícola, passando a cultivar outros produtos, até mudando de ramo.




A França atual tem sofrido com a mudança de hábito alimentar de parte dos consumidores de vinhos, depois do Coronavírus19, a situação econômica de muita gente teve que mudar pela redução do poder econômico, tendo que substituir vários produtos de consumo para poder sobreviver nesses novos tempos. O Governo Francês tem investido em torno de R$ 1 bilhão, na tentativa de ajudar os seus agricultores no sentido de minimizar os prejuízos pela falta de vendas.



Quando eu citei o Cartola, no início desse texto, é exatamente pelo assunto representar um retorno aos velhos tempos em que muitas vezes somos surpreendidos por uma safra além do esperado, ou até mesmo uma mudança de hábito fazendo que a humanidade troque de preferência alimentar por conta do custo de um produto surgido repentinamente. Nesses casos estamos sempre voltando ao início, nos mostrando que o mundo é verdadeiramente um moinho.








Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista










































































11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page