top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O mapa da fome constrange, humilha, segrega e mata






O fato sem politicagem 07/07/2022



O Programa Bolsa Família contribuiu de forma positiva e necessária para tirar o Brasil do Mapa da Fome em 2014 (IPEA) baseado em levantamentos de 2001/2017, reduzindo a pobreza em 15% e a extrema pobreza em 25%. As pesquisas apontam que o gênero mais atingido pela fome é a mulher, ultimamente tendo se constituído como única fonte de renda da família; normalmente, quando ocorre a separação entre o casal o filho, ou filhos fica com a mulher.


O IBGE tem classificado o problema da fome no Brasil em três patamares: Leve – é a preocupação com a quantidade e a qualidade dos alimentos; Moderada – Quando há limitação na quantidade de alimentos (racionamento em família) e Grave – Quando ocorre a falta absoluta de alimentação, por falta da alimentação, em todos seus aspectos. Enquanto a terra tem praticamente 10% de humanos com alguma deficiência alimentar o Brasil já supera 15%, estamos além da média mundial.


O que nos entristece é verificar o nosso potencial em produção de alimentos, somos capazes de alimentar nossa população e ainda fornecermos em torno de 800 milhões de pessoas, mas o que ocorre é o desperdício verificado com nossas safras de alimentos, com parte da produção sendo perdida entre a colheita e o transporte. Sendo que 1/3 da produção é o número aproximado das perdas anuais. Precisamos urgentemente fazer uma reengenharia de produção no agronegócio.


Enquanto ficamos discutindo, até mesmo levantando meios para melhorar nosso agronegócio, principalmente agora com as dificuldades que encontramos para suprir nossas necessidades com agrotóxicos e adubos, cuja matéria prima é praticamente toda importada, da Rússia e Ucrânia, nossos políticos ficam se digladiando no Congresso Nacional, se aprovam ou não os novos valores para o novo projeto Bolsa Família (Auxílio Brasil) como se a fome tivesse tempo para esperar.


Enquanto o Senado aprovou quase que por unanimidade, apenas um voto contrário, a Câmara dos deputados tentou criar caso, se for um projeto eleitoreiro é de alcance de todos os Partidos, não favorece apenas a situação. Infelizmente essa esquerda deplorável que opera no Brasil é de causar azia em antiácido, o povo mais pobre e que se candidata a esse tipo de assistencialismo, certamente, não tem estoque para ficar esperando esse tipo de decisão.


Estamos todos metidos em uma verdadeira camisa de força, não há milagres que possa vir do alto, cair como uma chuva e brotar soluções do solo, por mais que esse seja fértil. Nesse momento de agonia e sofreguidão vamos proporcionar um pouco de alento aos mais carentes, suprir as necessidades básicas até o final do ano em curso, depois das eleições, trabalhar no sentido de ampliar os prazos estabelecidos hoje para resolver os problemas do amanhã.
















Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista









7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page