top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

A gravidade mundial e a instabilidade brasileira














Novo governo velhas práticas 27/03/2023





O angustiante momento que atravessamos, com a insensata invasão da Ucrânia pela Rússia, os furacões espalhados pela Europa e EUA, os movimentos sociais por sobres países de diversos pensamentos políticos, além da agressiva convivência entre os mesmos povos, a falta de paciência entre os casais e até estudantes, com feminicídios e crimes passionais em faixas etárias sem limites de idades, além das chuvas torrenciais em diferentes pontos da terra.



Aqui no Brasil somos acossados por diversas condições agressivas à nossa população, as águas de março vieram nos mostrar o quanto estamos suscetíveis ao destempero da própria natureza, de Norte ao Sul, de Leste a Oeste, a sofreguidão dos que moram em áreas de riscos é perceptivo e incomoda até mesmo quem mora distante, todos nós temos parentes que residem em regiões nada tranquilas, passíveis de um momento para ficarem desabrigados.



A situação do brasileiro, exceto a guerra já localizada, corremos vários riscos, e se estamos distantes da guerra declarada, em compensação, temos um governo beligerante, provocante e sem nenhuma noção do risco que corre em querer se meter em brigas alheias, refiro-me ao presidente Lula se sentir um intermediador de conflitos e tentar mediar a crise entre Rússia e Ucrânia, como se fora um espírito da paz travestido de dissimulado.



Tudo que o presidente fez até agora podemos considerar um fiasco, indelicadezas, malversações enquanto age e fala (e fala pelos cotovelos) de forma desbaratada e medíocre, ou seja, um verdadeiro vexame para os que ainda acreditam nele, coisa rara, mas existe. Verdadeira idiossincrasia na tentativa de fazer algo que seja minimamente capaz de reconhecimento público, quando na realidade não passa de ações voláteis, quando não disformes.



O último aborto realizado no governo do Lula da Silva, como toda e qualquer atitude dele, por ser um emérito mentiroso, muitas dúvidas pairaram no ar, levando dúvidas aos quatro cantos do mundo, muitos não acreditam na doença levantada na última hora para não viajar à China Comunista, alguns acreditam em motivos alcoólicos, outros recearam que o próprio Lua da Silva, viesse cometer verdadeiras bazófias, estremecendo mais ainda sua reputação no cargo.



A verdade é que estamos em delicada situação, saímos de um governo Bolsonarista de raros momentos de lucidez, sendo mantido no cargo pelo apoio de um Congresso formado por uma parte de congressistas fenais. Agora mergulhamos no fundo do poço de lama, o pior aconteceu, o Executivo ficou definitivamente submisso ao Legislativo, com amarras fortes e sem saídas possíveis, uma situação nunca vista antes ou em qualquer período Republicano.



A impressão que fica é que estamos sendo vendidos de porteira fechada, o máximo que pode acontecer é o impeachment do atual presidente, Lula da Silva, motivos mil já existem, e assumir até nova eleição, o vice-presidente, Geraldo Alkmin, aquele que nunca teve 2% de voto enquanto candidato ao cargo de presidente da República, pense, aguardar nova eleição com a possibilidade do retorno de Jair Bolsonaro. É para acabar com o sono de qualquer brasileiro. Isso é um fato demolidor.






Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista






























































2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page