top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Velhas práticas são sempre acompanhadas de ausência de novas ideias

Atualizado: 28 de jan.
















Velhos vícios, trapos remendados                   27/01/2024

 


Falar que o governo esquerdista do presidente Lula da Silva é ausente de ideia é uma verdadeira redundância, mas precisamos adjetivar as coisas com seus reais valores factuais. Essa semana que se encerra foi devidamente recheada de temerosas ações, por parte do governo, na tentativa desgraçadamente reconhecidas como imprudentes, fantasiosas e sem nenhum teor positivo.

 

A ideia arcaica e deplorável, já testada e condenada em outros governos do mesmo grupo do Lulopetismo, sem dúvida consegue ressuscitar os famosos subsídios e a compra, por parte do Estado, de produtos das indústrias nacionais, ou instaladas, mesmo oriundas de outras nações, a tentativa de negar a reedição dos campeões nacionais não passou desapercebida do grande público já ludibriado em outros tempos.

 

Outra jogada vilipendiada, que o atual governo acreditava que ia sair vitoriosa, foi a tentativa maledicente de colocar o ex-ministro da fazenda, Guido Mantega, do governo de Dilma Rousseff, cujo fracasso foi uma das desditas mais calamitosas e inesquecíveis para o erário público, como para a economia nacional, uma das razões pelas quais ocorreu o afastamento da presidente Dilma, do seu cargo, uma vergonha.

 

Como se isso não fosse suficientemente desastroso para o atual governo, Lula da Silva, reitera tese de confronto com Jair Bolsonaro, nas próximas eleições em São Paulo. Ficou evidente que o prefeito atual, Ricardo Nunes apresentou sua repulsa, e com razão, pelo fato do petista, Lula, tentar nacionalizar as eleições de São Paulo, polarizando a campanha para se aproveitar da rejeição de Bolsonaro na Capital.

 

Essa evidência ficou clarificada até mesmo para os menos informados, ademais há um preconceito por parte do Lula da Silva, menosprezando os demais candidatos que ainda postulam suas candidaturas ao pleito em questão, não podemos ignorar o potencial de cada um deles, tanto a deputada Tabata Claudia Amaral de Pontes, enrabichada, politicamente, com o Datena, o deputado Kim Patroca Kataguiri e o também deputado Ricardo de Aquino Salles.

 

Acredito que a preferência da Tabata pelo nome do José Luiz Datena, para seu vice-prefeito, não vai lhe trazer votos, pelo contrário, poderá ser até um empecilho, o Datena sempre se apresenta como candidato provável e recua na última hora, os deputados Kim (União) e Ricardo de Aquino Salles (PL) não têm partidos que lhes apoiem, seus partidos originais estão comprometidos com outras candidaturas, mesmo assim é preciso respeitar.

 

 

 



Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista

 

 

4 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page