top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Transmutação da raça humana lenta e gradual






Novo governo velhas práticas 15/10/2023




Estamos nos transformando em seres cada vez em heterogêneos, depois que avançamos tecnicamente, fomos nos distanciando dos valores espirituais e nos estabelecendo como verdadeiros idolatras da materialidade, ignorando valores morais e se apegando ao minimamente humano, de tal forma que os jovens de hoje diferem dos jovens dos anos 1950 e 1960, portanto em menos de 70 anos é nítido o apego que o novo homem foi se inventando a tudo aquilo que aqui vai ficar quando daqui partirmos.


Não foi analisado nenhum risco que será formado no entorno do nosso futuro quando em outro plano, paciência, nem todos importam com esse detalhe, o que prevalece é o hoje, o que foi ontem não existe m ais, o amanhã é o futuro que Deus proverá, fácil assim, o importante para muitos é viver o momento sem grandes sacrifícios e sem ter que se incomodar com a dor alheia, esse é um fato dos novos tempos.


Depois da pandemia do Coronavírus (2020) ocorreu uma transformação geral, além das vítimas fatais que a pandemia nos premiou, suas sequelas estão espalhadas sobre a terra como efeitos colaterais, pessoas que sobreviveram ao seu castigo se queixam de vários sintomas que nem vale a pena citá-las, a observação é válida para quem quiser pesquisar em algum site especial (medicina) deve fazê-lo para acompanhamento técnico e dirimir alguma dúvida que por acaso ocorra.


As tribulações da natureza vêm ocorrendo com mais frequência e sem seletividade, temos vistos terremotos, maremoto, enchentes com rios transbordando, saindo dos seus leitos naturais, invadindo cidades e sítios por todo planeta; as secas têm demonstrado que a natureza está com algum desequilíbrio assustador, transformando parte da nossa Amazônia em verdadeiro berço de rios fantasmas, quando o volume de água foi transformado em verdadeiro cemitério de peixes e bichos que deles sobreviviam.



As imagens que nos chegam são desnorteantes, o homem rural mal acredita nesse novo tempo de imprevisibilidade, além da terra seca, os rios sem a água que lhe sustenta e nutre a terra para produzir seu alimento, o fogo, muitas vezes criminoso, acaba com nossa flora e fauna, por conta de um sentimento de usura, pecado capital, a gula insaciável por ter mais, esquecendo que o que importa é ser, longe desse preceito não há o amanhã, seremos todos tragados pelo individualismo exacerbado.


Tristemente o Brasil esteve representado, pelo senador Rodrigo Pacheco (presidente do Senado); ministro Gilmar Mendes (ministro do STF); Bruno Dantas Nascimento (ministro e presidente do Tribunal de Contas da União), em evento do grupo Esfera Brasil, em Paris – França, lá a situação foi um vexame com Gilmar Mendes e o Rodrigo Pacheco, trocando farpas, mostrando ao mundo nosso pior momento que passa nos Poderes constituídos, o mais grave é que a situação foi criada por dois doutos, profundamente lamentável.


Essa guerra entre Poderes, no Brasil, é tão terrível quanto as que ocorrem entre Rússia e Ucrânia, Israel e o Hamas (Movimento de Resistência Islâmica), grupo terrorista, sanguinário, sem nenhum capital moral para representar a Palestina em qualquer situação. A nossa situação tem um agravante, podendo evoluir para uma guerra civil, pois o atual presidente da República é repelido pela população, em razão da sua falta de cabedal moral, por seu caráter duvidoso, decorrente dos seus crimes enquanto presidente da República, em outros mandatos, e condenado por várias instâncias. Isso é um fato ridículo.




Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista










































































4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page