top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Será Bolsonaro um presidente trapalhão?






O fato sem politicagem 15/02/2022



Atento às últimas críticas ao presidente Bolsonaro, as mais enfáticas vieram de dois postulantes ao cargo do próprio Bolsonaro, nas próximas eleições, o ex-juiz Sergio Moro e do ex-governador do Ceará Ciro Gomes, ambos tentando uma fórmula para se transformarem numa terceira via, opções aos concorrentes, Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva.


São contundentes as críticas feitas ao Bolsonaro, sugerindo até que o Bolsonaro seja um presidente trapalhão. Entendo que o nosso presidente não é nenhum exemplo de comportamento social, tem cometido seus pecados nas suas aparições públicas, sem, entretanto, julgá-lo incapaz de se apresentar junto ao Vladimir Putin, um veterano político Russo.


Entendo, por tudo que o Bolsonaro já nos apresentou em termos de comportamento, que ele possa até provocar constrangimento para a diplomacia brasileira, entretanto não devemos apostar nessa infelicidade política, seus aliados mais próximos não têm a mesma certeza, tanto é, eles tentaram demovê-lo da ideia dessa viagem fora de hora.


Espero que o Bolsonaro leva em sua bagagem, de fato, propostas comerciais bilaterais com sucesso absoluto, apagando a imagem que ele tem, para seus adversários, de um turista trapalhão, sem crédito para vender a imagem de um Brasil operativo, voltado para o desenvolvimento das nações, alicerçado na paz mundial, isso é que tem que ser.


No seu retorno, o Bolsonaro terá daqui para frente o enfrentamento de muitos problemas que ele terá de os debelar de forma inteligente, criteriosamente, contrariando muita gente, sem, entretanto, ter que ofender, mormente seus apoiadores e correligionários, fazer escolhas políticas, separando o joio do trigo.


De 03 de março até 1° de abril abrem-se as janelas de transferências para mudanças de partidos, vai ser um período difícil e de definições com acomodações de forças e correntes políticas, neste ano não estou acreditando muito em ideologia, vai continuar a polarização dos nós contra eles, sem a presença de uma terceira força capaz de vencer esses incautos.


Como Bolsonaro e seu Centrão têm a chave do cofre e cargos para negociar, certamente, os partidos que fazem parte desse bloco terá a vantagem sobre seus adversários, principalmente o PL, partido do Bolsonaro, Progressistas e Republicanos, esses vão ter a possibilidade de aumentarem o número de congressistas nas próximas eleições.


Nessa linha de crescimento, o União Brasil, formado pela associação do DEM e o PSL, por se tratar de um novo partido vai ter seu crescimento também esperado. Em contrapartida, muito embora aumente seus congressistas vai cair de classificação, considerando o crescimento dos partidos aqui enumerados.


Além da tríade (PT, MDB e PSDB) que perderão congressistas e protagonismo, vão se juntar a outros que certamente vão diminuir de tamanho: PTB, PDT e PROS. Enfoco esses três partidos dentre outros que terão que reformular seus projetos políticos e pensar numa fórmula de se apresentarem com alguma ideologia convincente.




Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista



6 visualizações0 comentário

Comentarii


bottom of page