top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Quero os sonhos perdidos


Aproveitarei o clima de festividade, quando os homens tentam sonhar acordados com o aprofundamento da paz de espírito. A harmonia das almas extrapola os limites do corpo e alcança o universo infinito onde estão depositados os sonhos e desejos muitas vezes sonhados e não alcançados.


Perdoarei os que inconsciente ou conscientemente, não me permitiram chorar de felicidade e provocaram as lágrimas sentidas pela ausência da absoluta falta de sensibilidade no caráter de alguns seres humanos.


Farei da oportunidade, repetida anualmente, quando as cidades adicionam mais luzes às suas noites de comercio intenso, mesmo que a penumbra da insensatez permaneça pelo resto dos anos, para esquecer a incoerência da troca de presentes sem o conteúdo mais significativo que é o amor, apenas o material e de quanto maior o preço, mais intenso o apreço.

Relevarei os gestos dos desumanos e desalmados, presunçosos poderosos, revestidos, na maioria das vezes, de posições muito além da sua capacidade ou méritos para ocupá-los; na sua escuridão, e pensando apenas no sucesso pessoal, esquecem o bem estar coletivo, subtraindo as chances de oportunidades de a felicidade chegar aos menos aventurados, desejarei chances de dias mais amenos.


Utilizarei todo tempo que me resta para agradecer a uma pessoa muito especial, você, que nos momentos certos e de incertezas, de dias de glórias e fracassos, não fraquejou nem se limitou à sua capacidade de doação e me apoiou sem contrapartida ou troca, num gesto de extrema humanidade; fazendo-me ver que realmente há seres humanos fantásticos, você é um deles, um ser feérico só comparado aos efeitos dos sonhos mágicos do mundo quimérico do natal.


Genival Torres Dantas

Escritor e Poeta

genivaldantasrp@gmai.com

2 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page