top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Politicamente o mês de fevereiro começa bem para Bolsonaro







Não estávamos na calada da noite, era na boca da mesma, lusco-fusco do entardecer, muita agitação. Senta-se a mesa da Presidência do Senado o jovem Senador David Samuel Alcolumbre, vindo de Macapá, no seu primeiro mandato, e com quatro anos de casa. Como remanescente e suplente na terceira secretaria da mesa administrativa, não se fez de arrogante e abriu a primeira sessão no Senado Federal, no ano de 2019, para escolha dos candidatos ao comando do próprio Senado. Como o Sr. David (DEM/AP) também era candidato ao cargo surge protestos dos outros candidatos por se sentirem prejudicados com a presença dele no comando dos trabalhos e naquela sessão.


O clima vai ficando cada vez mais tenso chegando ao ápice quando a Senadora Kátia Abreu (PDT/TO), numa sanha impar, jamais vista dentro do Congresso Nacional, por parte de uma Senadora, conseguindo retirar pasta de anotações, posta sobre a mesa, para controle da Presidência, cuja finalidade era interromper aqueles trabalhos. Foi criado um constrangimento total, até mesmo seus partidários ficaram pasmos, sem iniciativas, imagine os novos componentes da casa o que sentiram naquele momento e no ambiente que imaginavam ser de Democracia ampla, sem desregramentos, surge repentinamente uma colega veterana provocando calafrios em muitos.


Com todo respeito aos sensatos e a Casa das Leis, parecia mais um amontoado de sabujos sevandijas em dias de galhofas. Aqueles embusteiros não podem e nem devem representar uma sociedade séria, muitos deles analfabetos políticos não sabem que representa o Estado brasileiro, no regime bicameral, enquanto a Câmara dos Deputados tem a representatividade do povo.


Dia seguinte outra sessão de continuidade, mesmo local e hora, O MDB já vinha com uma liminar aprovada e determinando que a votação fosse secreta, e que o Senador Maranhão, MDB/PB, presidisse os trabalhos para votação e posse do eleito. Verdadeiro constrangimento, o Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) José Antonio Dias Toffoli deu sentença às 03h15min da manhã, quando anulou o resultado da eleição, que foi aberta, e com amplo apoio a forma direta e aberta, por essa modalidade, agora que viria a eleição para Presidência, biênio 2019/2020, o sistema seria secreto.


O resultado todos já sabe uma verdadeira barafunda, parecia à construção da torre de Babel, ninguém se entendia. Votos a mais na urna, candidato renunciando no meio da votação, caso específico do Senador Renan Calheiros (MDB/AL), finalmente o resultado foi favorável ao Senador David Samuel Alcolumbre Tobelem, apoiado pelo Ministro Onyx Lorenzoni, vindo de outra vitória na noite anterior quando apoiou o Presidente da Câmara Rodrigo Maia à Presidência daquela Casa.


Portanto, o Ministro chefe da Casa Civil, em 24 horas elegeu os Presidentes das duas casas e do Congresso, o Senador David como Presidente do Senado passa a responder pela Presidência do Congresso, o que pouca gente observou os três: Senador David, Deputado Rodrigo e o Ministro Onyx, pertencem ao DEM, verdadeiro castigo para a oposição e esquerdistas brasileiros. Uma pergunta pode ser introduzida ao tema, vale mais um Partido Político com o maior número de membros ou aquele que tem a Presidência de ambas as Casas, além de três Ministérios? Uma pergunta para reflexão.


Enquanto divagamos por entre o presente e o futuro do Congresso Nacional, o Executivo tem trabalhado de forma canhestra, há uma preocupação muito grande com o Presidente Jair Bolsonaro, sua equipe tem demonstrado grande fidelidade e habilidade, tratando os assuntos de uma forma mais rasa sem querer interferir na profundidade dos problemas, indo mais fundo apenas quando há verdadeira necessidade, e que não se possa aguardar o momento em que a saúde do Presidente lhe permita avançar nos assuntos inerentes a sua responsabilidade.


Diante das complicações ocorridas no pós-operatório, para retirada da bolsa de colostomia, tudo vem ocorrendo de forma normal, sem atropelos, nem avanços, verdadeira simetria e respeito entre o Presidente e o seu Vice General Mourão, numa verdadeira harmonia entre os militares da paz, independentemente de patente a obediência é imperiosa e sempre salutar.

Genival Torres Dantas

Poeta e Escritor

genivaldantas.com.br

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page