top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Para quem está melado qualquer respingo extrapola




O General Carlos Alberto dos Santos Cruz, demitido da Secretaria de Governo, não demorou muito a propalar o festival de besteira imputadas ao Governo Bolsonaro, sabemos e não havia necessidade de nenhuma pronunciamento a respeito dos discursos inconsistentes proferidos pelo nosso Presidente e apresentados por alguns dos seus auxiliares diretos.


Infelizmente, toma robustez atitudes e palavras desarrazoadas cometidas desde o início do atual Governo, muitas coisas acertadas não podem negar, porém de relevâncias menores. Quando se parte para os casos complexos e de suma importância para o Estado à solução tende a repicar, complicar e até mesmo resultar em objeto de litígio político dentro do Congresso Nacional.


A famosa Reforma da Previdência já se tornou um assunto de muitas idas e vindas, com envolvimento, além dos congressistas, governadores e prefeitos trabalham para que os benefícios do projeto alcance seus espaços, literalmente desestruturados economicamente, por isso, sequiosos, e o séquito não se limita apenas aos chefes de executivos, muitos auxiliares desses formam verdadeiras caravanas em direção ao Legislativo Federal, em busca de uma solução favorável ao sucesso e com abrangência aos seus Estados e Municípios.


Temos um novo caso de desprestígio dentro do Palácio, o Ministro da Casa Civil, Onix Lorenzoni, depois de perceber seu cargo ser esvaziado, com a transferência do comando da articulação política junto ao Congresso, para a Secretaria de Governo, tem procurado aconselhamento, junto aos Presidentes tanto da Câmara como do Senado, até mesmo do Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, todos pertencentes ao mesmo partido político, DEM.


A situação do Ministro Onix vem se arrastando por algum tempo, ele não tem conseguido vitórias nas aprovações de MPs necessárias ao bom andamento do Governo Bolsonaro. Existem até mesmo nomes sendo cogitados para substituição do Ministro em pânico, dentre eles o Secretário Especial da Previdência Rogério Marinho (PSDB).


A vida não está fácil para Bolsonaro, os números não mentem e sua popularidade vem caindo a cada pesquisa, a economia sem recuperação e o PIB num declínio assustador, o que antes apresentava um crescimento de até 2.5%, existe previsão de 0.8%, para esse ano, ainda corremos o risco desse número decrescer, vai depender da reação do Governo.


Agora temos a viagem do Presidente ao Japão, reunião do G-20, quando serão apresentados os números das 20 maiores economias, cabendo ao Brasil se desvencilhar do tema do, meio ambiente, desmatamento da Amazônia e corrigir um mal entendido logo no primeiro dia com a chanceler, Alemanha, Ângela Merkel, sobre o mesmo tema.


Ademais, foi criado um constrangimento sem precedentes para o Brasil, com a presença de um sargento, tripulante, no avião de apoio ao do nosso Presidente, esse militar portava 39 Kg de substancia tóxica, ficando detido na Espanha e ainda em investigação. Trata-se de um assunto sem nenhuma interveniência do nossa comitiva presidencial, entretanto, para quem está melado qualquer respingo extrapola.


Genival Torres Dantas

Poeta e Escritor

genivaldantasrp@gmail.com

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page