top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Pai, a distância não nos separou




Lembro-me de quanto éramos felizes, quanta saudade ficou dos seus gestos

No começo, lembro-me bem, achava que seu mundo era muito pequeno

Ficava restrito à nossa pequena cidade, ao seu verde, seu povo e os seus rios

Não sabia o que isso representava para um homem e na formação do seu futuro;


Aos poucos fui crescendo e entendendo perfeitamente o seu pensamento

A cidade era o seu espaço composto de uma história construída pela sua pura

As suas árvores oxigenavam a mente e o coração de uma geração ordeira

O rio Piancó transbordava, quando suas cheias, a esperança era o futuro próximo;


Essa é uma das lembranças que trago comigo, da minha infância, distante e saudosa

Dos meus primeiros passos em direção a um mundo desconhecido que me esperava

Havia uma nova realidade que se aproximava, modificando completamente minha vida

Levando para bem distante todo romantismo que fazia parte a nossa existência;


Como adulto, procurei viver dentro dos seus ensinamentos que consegui aprender

Você era simples, seus fundamentos também eram simples, porém profundos

Recordo-me que seu Deus estava na energia gerada pelas plantas, no seu entender

Deus também estava presente em cada SER e na paz das águas cristalinas dos rios;


Quando você se foi eu já estava adulto suficientemente para continuar meu caminho

Mas, o vazio que você deixou foi enorme, percebi que não estava preparando ainda

Sentia a necessidade de buscar nas lembranças, dos seus ensinamentos lá do passado

Quando você procura me mostrar o caminho da retidão, da igualdade e da justiça;


Você sabia muito mais da vida que muitos doutos em filosofia, você sabia

Sabia que o caminho mais direto não tinha curvas e nem mesmo variantes

E sendo irmãos em Deus ajudar ao próximo era um dever, assim você entendia

Como sabia também que a verdade tinha sempre que prevalecer entre os homens;


Eu não imaginava que você faria tanta falta! Já não tenho a quem recorrer nos apuros

Não tenho a quem telefonar, nas horas de dúvidas reconheço que são tantas!

Continuo aprendendo com suas lembranças, seu comportamento e gestos

Senti verdadeiramente sua falta quando percebi sua partida para ensinar em outras paradas;


Esse desabafo temporal é o reconhecimento do quanto você foi importante na minha formação

Defeitos você os tinha, mas que importa os defeitos se você foi um grande ser humano

É uma pena não lhe ter dito tudo isso em vida, porém você sabia da minha opinião

Um feliz dia dos pais na sua nova dimensão, com muito amor, é o que lhe desejo.


Sergio Kante/Genival Torres Dantas

Pseudônimo Poeta e Escritor

genivaldantasrp@gmail.com

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page