top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O sectarismo político brasileiro fez o Brasil piorar






O fato sem politicagem 29/12/2022



Não tenho dúvidas que atravessamos uma fase mundial de uma onda proselitista voltada ao socialismo desvairado de tamanha incongruência atingindo nosso país nos últimos quatro anos ao ponto de transformar nossa Democracia em um Estado dominado pela insensatez dos homens que não acreditando mais na sua capacidade de discernimento escafedeu-se da misericórdia divina passando a adotar uma plenitude de inconsequências escabrosas.

Dito isso partimos para uma avaliação dos fatos decorrentes dos entraves relacionados as ocorrências externas, os mais evidentes foram surgimento da invasão da Ucrânia pela Rússia e a consequente crise energética e alimentar, além da continuidade do Coronavírus e sua resiliência em não querer acabar, trazendo no arrasto dos seus problemas consequências negativas de proporções gigantescas, de tal forma que mexeu com a economia mundial e por conseguinte a nossa.


O nosso país remontou, além dos fatos referendados anteriormente, a eleição federal de uma inexplicável sequência de absurdos entre, os três Poderes, quando uma luta pelo protagonismo político se evidenciou, colocando todos eles em interesses de predominância, a situação ficou tão difícil que o desentendimento foi geral, ficando o Judiciário operando como Legislativo e Executivo, além de se entender que ele teria outros poderes menores, subjugando os demais.



Chegamos ao final das referidas eleições com a vitória da Esquerda brasileira, conforme as apurações das urnas, para o Executivo. Entretanto, tratando do Legislativo a Direita saiu fortalecida, formando um quadro de congressistas voltados para essa tendência política e o povo inconformado com a situação criou resistência e foi às ruas protestar contra os resultados contrários ao atual presidente Bolsonaro.


O resultado dessa celeuma foi as constantes interferências do Judiciário contra a Direita, em tentativa de desestimular a agitação popular, com verdadeira perseguição a jornalistas, políticos, partidos políticos e empresários, criando um clima de insegurança social e política, em verdadeiro transtorna para a sociedade incrédula do que vinha ocorrendo principalmente pelas atitudes mais aterrorizadoras de um ministro mais atrevido, Alexandre de Morais, do STF e TSE.


Esse fato nos trouxe prejuízos de monta elevada, não só ao mundo político como ao campo social como um todo, não sei quando vamos curar as cicatrizes que ficaram em nossas almas de brasileiros convictos. Como consequência ficamos com o nosso presidente emudecido, sem reagir aos insultos provocadores dos seus adversários, defendido apenas pelos seus fiéis escudeiros, denominados, em caráter pernóstico, de Bolsonaristas.


Presidente Bolsonaro que ficou quatro anos falando pelos cotovelos, sem poupar ninguém, em final de mandato faz voto de silêncio cujo significado é uma incógnita que somente ele poderá nos responder no futuro, por enquanto há muitos decepcionados que esperavam uma atitude de um líder. Não podemos condená-lo por esse comportamento, ele que teve seu sangue derramado por um esquerdista, em plena campanha, por enquanto devemos agradecê-lo pelo amor demonstrado pelo Brasil. Isso é um fato de brasilidade.





Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista



















4 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page