top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O presidente Lula da Silva anda colidindo com o nadir consensual











Novo governo velhas práticas 11/09/2023




Fica cada vez mais difícil quando o presidente da República abre a boca para se pronunciar em qualquer situação. O mundo para ele virou um verdadeiro convescote, para não perder tempo insiste em comprar um novo avião que ele possa usufruir dos privilégios que o cargo de presidente lhe proporciona, até mesmo em pleno voo, ao custo de uma bagatela de R$ 400 milhões, isso na concepção dele, mesmo o país gostando o que não tem.


As últimas declarações do presidente Lula da Silva foram profundamente lamentáveis, ele que nunca leu um único livro, até seu final, tem se passado por um pensador e filósofo, agora ele se sente acima das leis e dos acordos internacionais, fala ao mundo que Putin, Rússia, se vier ao Brasil não será preso em nosso território, esqueceu que ele é presidente da República e isso é um assunto para o Judiciário, envergonhado tenta sair da saia justa.


Um presidente, de terceiro mandato, por mais analfabeto que seja tem a obrigação de saber de algumas normas e procedimentos, mormente quando o assunto é internacional, para não passar vergonha aos olhos do mundo, essa situação continuada implica até mesmo a desmoralização do Brasil, junto à comunidade internacional, lenta e gradualmente. É necessário que o próprio Itamarati passe a assessorá-lo, até indiretamente, o Brasil precisa parar de sangrar vergonhosamente.


Não basta a forma nadir ao avesso na sua conduta quando o assunto interno é a relação com o Legislativo, fazendo da sua prerrogativa um verdadeiro escambo, sem se preocupar o valor de troca do apoio de uma leva de congressistas mal intencionados e dispostos a fazer do seu apoio uma forma nada republicana, o que fica prevalecendo é a desclassificada ação de levar proveito pessoal, em detrimento das necessidades da Nação brasileira.


Não interessa a esse novo presidente, seguidor da Democracia relativa (ditador camuflado) espelho da incoerência e do despropério se o país tem acordos internacionais feitos por outros presidentes, vale apenas os de seus interesses pessoais e partidários, essa história de não respeitar Tribunal Penal Internacional, nesse momento, é coisa de um desvalido mental e moral, ou até mesmo, em último caso, um verdadeiro caquético, isso ele não demonstra sê-lo, na sua empáfia.


Sendo bastante otimista, o Brasil, com essa administração em curso, caminhamos para um verdadeiro abismo moral e financeiro, é um verdadeiro desplante, quando todos se sentem capazes de atuar nas suas devidas funções, mesmo que a necessidade de experiência e ajustamento nos cargos sejam significativos, entretanto, não passam de verdadeiros oportunistas em busca do dinheiro alheio recolhido pelo Estado dos mais pobres e trabalhadores. Uma vergonha mundial.




Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista










































































7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page