top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O governo Lulopetista é amorfo e de um simulacro projetado por algum Alatar











Novo governo velhas práticas 01/05/2023




Estamos em 01/05/2023, entretanto a história da comemoração nesse dia em homenagem aos trabalhadores vem desde 1° de maio de 1886. No Brasil tudo começa no final do século 19 e início do século 20, com a chegada dos europeus em nossa terá e a luta pelos ideais trabalhistas; o radicalismo mesmo aparece na década de 1970 com a participação do Lula da Silva, o extremista radical, mesmo não tendo uma inteligência invejável chegou à presidência da República.



Filiado ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, tendo uma carreira meteórica, dentro do Sindicato, chegando à presidência do Sindicato em (1975) com início de seu trabalho em âmbito nacional, com viagens, cursos e debates, em decorrência da prisão de um seu irmão pelo governo militar, Lula rompe com o presidente anterior, do Sindicato, e se joga na militância da oposição ao governo militar.



Entre o final dos anos 1970 e início dos anos 1980, começa efetivamente a atuação do Lula da Silva, pôs em prática todo seu cabedal de anarquista sindicalista, patrocinando várias greves com mobilização de multidões de até 80 mil trabalhadores. Mesmo com tanta fama já adquirida, em 1980 Lula da Silva é preso e processado pelo regime militar. Estava iniciada a carreira política, no Brasil, daquele que deveria ter sido o maior político sindicalista de todos os tempos.



Cronologicamente, a caminhada de Lula, em busca de seu sonho maior, foi longa, em (1982) candidato ao governo do Estado de São Paulo; em (1984) Lula da Silva participa dos protestos pelas Diretas Já; (1986) Lula da Silva é eleito mais votado para a Assembleia Constituinte. Na Constituinte votou pela estatização do sistema financeiro, direito ao aborto, legalização do jogo do bicho, criação de um fundo de apoio à reforma agrária e a própria reforma agrária.



Em (1989) Lula da Silva se lança candidato à presidência da República, indo ao segundo turno com o vitorioso Fernando Collor de Mello. Foi em (1994) que Lula da Silva viu sua chance desmilinguir com a indicação do PSDB, apostando na figura do professor Fernando Henrique Cardoso, e ministro da fazendo do governo Itamar Franco, a derrota do Lula da Silva foi fragorosa, em (1998) Lula da Silva perde novamente em primeiro turno.



Em (2002) a sucesso do Plano Real já não era o mesmo, o fim da paridade do dólar, o apagão em 2001 e a crise de abastecimento de energia elétrica, ainda o endividamento com o FMI; isso foi combustível para a nova campanha de lula da Silva, com sua vitória sobre o José Serra, no segundo turno o indicado pelo FHC, mais uma moeda de troca muito respeitada foi a escolha do empresário José Alencar Gomes da Silva, como seu vice.



Em (2010) Lula se reelege, em segundo turno, derrotando o tucano Geraldo Alckmin, com uma atuação mais modesta que no seu primeiro mandato, Lula da Silva viu seu prestígio começa a despencar com as denúncias do famoso mensalão, desemprego chegando e o PIB despencando, teve ainda subsídios para os chamados campeões, mesmo assim ele consegue eleger por dois mandatos sua indicada, o final dessa tragédia é de conhecimento geral.

Depois de tantas idas e vindas, Lula da Silva, depois de condenado em três instância tem suas penas anulada, considerando-o elegível, em 2022, mesmo como toda ficha suja que lhe é imputada pela justiça, o povo elege esse descondenado cuja atuação é de uma precariedade abusiva e indescritível, parece até que desaprendeu tudo que sabia enquanto presidiário, só não podemos imaginar qual o resultado final. Tenha um feliz dia do trabalhador.







Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista
























































12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page