top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O futuro do homem não está nas estrelas, mas na sua vontade(Shakespeare)






O fato sem politicagem 27/04/2022


Enquanto tentamos mitigar os efeitos diretos e colaterais do Coronavírus, inclusive, baixando à guarda, tornando possível o aposento das máscaras, o símbolo maior desse período de pandemia, a liberação de concentrações ao ar livre, ou não, sinalizando em direção aos novos tempos depois de tantos conflitos, a velha China se tranca, em determinadas cidades, impedindo o fluxo de transeuntes, até mesmo a saída de determinados edifícios com colocação de tapumes.


Essa atitude chinesa demonstra claramente a quão preocupada ficou aquela nação depois que seus índices de contaminados com o Coronavírus atingiram picos já considerados preocupantes, tentando evitar uma pandemia, em seu território, quando boa parte do nosso planeta tem se mantido em grau de expectativa, sem o alarde de antes. Ficou uma pergunta no ar que ainda não foi respondida, as vacinas chinesas são, efetivamente, seguras e imunizantes como se preconizava, no início?


Muitas coisas só são esclarecidas depois do fato consumado, por isso, é importante que fiquemos atentos em tudo que gira em nosso entorno para não sermos surpreendidos com propagandas enganosas, principalmente quando o objeto de especulação tem como objetivo nosso bem estar com a manutenção das nossas vidas. No decorrer da crise sanitária muitas foram às informações que circularam e até hoje ainda não tivemos um resultado negativo ou positivo.


Enquanto o mundo lá fora fica apavorado com determinados assuntos localizados, em nosso Brasil, enquanto a política toma conta dos noticiários diários, as questões mais imediatas fazem os brasileiros mais seletivos se contorcerem com as informações que nos chega dando conta da falta de cuidado com o dinheiro público, não só pela área Federal, ou Estadual, mas da base, de vem o ser humano, do município, local das incorreções e correções, por ser o nascedouro.


A Confederação Nacional dos Municípios vem nos alertando do estratosférico número de, 6.932 obras iniciadas e inacabadas, paralisadas por mais de 180 dias, em todo território nacional, apontando para um valor nada desprezível, R$ 9,32 bilhões, praticamente jogados em verdadeiros canteiros de obras parados, parecendo mais esqueletos de corpos esquecidos pelos homens e suas mazelas administrativas, relevados como se fora filhos de pais desconhecidos, ou órfãos.


Infelizmente, na Democracia também temos desmazelos, principalmente quando o projeto não é de autoria do administrador atual, querendo aparecer para a população presente procura-se iniciar uma nova obra, com nova concorrência pública, consequentemente, valores atualizados e placas indicativas com os novos beneméritos da população, esquecendo-se esses que isso é um crime contra a população que paga seus impostos para ter seu sacrifício revertido em benefícios.


Estamos no exato momento de fazermos uma reflexão e observar quais são os elementos que buscam o apoio da população, em busca do voto do eleitor desavisado, que esse eleitor fique atento nas promessas falsas, nas ofertas absurdas, apenas para conseguir atingir seu objetivo, sem critérios ou responsabilidade com a coisa pública, desses já estamos fartos, os encontramos alocados em todo tipo de sigla partidária, na companhia de velhos ou novos demagogos.


É preciso que se tenha precaução com os falsos profetas, os de discursos fáceis, com habilidade no uso do verbo no futuro, esquecendo-se do tempo pretérito, escondido pelas cortinas de fumaças, se apresentando como o salvador da pátria, na maioria das vezes disfarçado de cordeiro, mas de coração malévolo e devorador do patrimônio alheio, verdadeiro avarento, sem princípios e bons costumes. Um impostor em forma de amigo, cuidado!
















Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista



7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page