top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O ditador Nicolás Maduro da Venezuela macula o seu povo














Novo governo velhas práticas 29/05/2023



Em 2015 o ditador venezuelano, Nicolás Maduro, esteve no Brasil, pela última vez, na posse da presidente Dilma Rousseff, com a vitória do Jair Bolsonaro, o mandatário da Venezuela, foi considerado persona não grata em nosso País, em 2019 o presidente Bolsonaro, em razão de portaria assinada por ele proibia a presença dessa pessoa em terra brasileira; o presidente, Lula da Silva, tentou que ele viesse a sua posse de qualquer jeito, não obtendo êxito.



Desde ontem o ditador referenciado encontra-se no Brasil, sendo recepcionado pelo presidente brasileiro com honras de Estado, para desonra do povo sério do Brasil e do próprio povo da Venezuela que se encontra, que se encontra em estado de calamidade pública, passando por privações e até fome, muitos pediram guarida em nosso País e por solidariedade humana e espírito cristão os acolhemos e estamos lhes dando guarida, sem nenhum compromisso ideológico.



Amanhã teremos uma reunião entre o presidente brasileiro e onze Líderes sul-americano (a maioria ditadores) portanto, um encontro entre companheiros, alguns dos quais devedores ao nosso Estado, cuja dívida é uma de muitos erros dos governos anteriores do Lulopetismo. A pauta devo até imaginar, pedido de negociação das dívidas anteriores e o financiamento delas pelo próprio Estado brasileiro, via BNDES, claro, o puxadinho do PT no governo federal.



Isso me lembra aquelas ações entre amigos pobres, quando alguém fica necessitando mais que os demais, promove-se uma rifa beneficente, e no espírito solitário não se deve cobrar amanhã nada do necessitado, apenas, a situação do Brasil nesse momento é que ele se julga capaz de ser benevolente com seus vizinhos caloteiros, se propondo a abrir o cofre do nosso tesouro nacional, pois, é ele, que dará fiança nesses casos de solidariedade com dinheiro público.



O presidente, Lula da Silva, quando não fica viajando, se furtando dos seus compromissos com o Brasil, vem a nossa terra apenas trocar de malas, como quem um vendedor viajante, a diferença é que o vendedor vende material palpável, enquanto Lula da Silva, vai distribuindo ilusões, mostrando um Líder que não é mais, possuidor de um caráter gasto, monomaníaco e mitomaníaco, nenhum adjetivo qualificativo que possa amenizar essa ruina política.



Juro que tento encontrar alguma coisa que possa ser justificado para o retorno do Lula ao comando brasileiro, confesso, não vejo nada no fundo do poço, apenas um poço sem fundo, em matéria de economia, e o futuro se aproximando, temos um presente de pura mixórdia, contradições governamentais de verdadeira sarrabulhada. Ou seja, tivemos um passado, com ele, nada recomendável, um presente promíscuo e um futuro de tábula rasa. Isso é um fato real.














Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista






















































6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page