top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O discurso do governo Lulopetista é demodê para não dizer chulo









Novo governo velhas práticas 07/07/2023



É inacreditável que uma pessoa tenha desaprendido tanto quanto assim ocorreu com o atual presidente Lula da Silva. Tudo bem que ele nunca foi um Rui Barbosa, com todo seu vernáculo, porém não precisa ir ao fundo do poço e afrontar os brasileiros com sua pobreza de linguagem, castigando, inclusive, nossa Democracia com insinuações baratas, afirmando que a Democracia é relativa, dentro da sua esperteza de espírito baixo.



Ele, Lula da Silva, tem o direito de defender quem ele quiser, mas sem esconder a verdade dos fatos e tentar enfiar pela garganta abaixo uma mentira indecorosa, querendo impor aos brasileiros um regime de governo totalitário e comunista, tal qual o venezuelano, para tanto, usando falsamente o nome da Democracia em vão, isso é próprio dos ditadores mais baratos que já passaram pela face da terra e hoje estão com seus nomes impressos nas latas de lixo da história.



Estamos encerrando mais uma semana de desafios, ontem, 06/06, não fomos surpreendidos, pois já era de conhecimento geral, o sistema de presidencialismo de coalizão, poderíamos até chamá-lo de colisão, pela sua deformação política. O que tivemos no dia de ontem foi profundamente lamentável, a reforma tributária passou na Câmara Federal com 382 votos favoráveis e 118 contrários, ao custo de R$ 5,4 bilhões, de emendas Pix, em um único dia.



Esse fato, associado às liberações acumuladas no mês, em total de R$ 9,6 bilhões, nos mostra o tamanho da conta que o Senado mostrará ao Executivo para aprovar em dois turnos a mesma reforma tributária. Mesmo com essa amabilidade financeira patrocinado pelo governo Lulopetista, foi preciso que o governador de São Paulo, Tarciso de Freitas, tivesse empenhado seu capital político e comprado a briga para aprovação da reforma, mesmo tendo se desentendido com Jair Bolsonaro.



O mesmo Jair Bolsonaro que em momento de infelicidade convoca seus deputados (PL) para votar contra o projeto, tudo bem que não se trata de um projeto ideal, porém com tantos anos engavetado no Congresso Nacional era preciso que alguém tomasse a frente dessa iniciativa e só deslanchou com o próprio Tarciso e o presidente da Câmara, Arthur Lira, líder do Centrão, vestindo a camisa da situação, prometeu e cumpriu sua palavra, dentro do seu critério.



O ex-presidente Bolsonaro precisa entender, que há projetos de partidos políticos e de Estado, nem sempre se ganha no grito, ou na violência, ele foi infeliz nessa escolha de posicionamento, colocou em jogo o trabalho do seu afilhado político, Tarciso de Freitas, fazendo com que o governador se desaviesse com os deputados do (PL), resultando em uma reunião que ficou marcada para hoje, entre o Bolsonaro e o próprio Tarciso. Um verdadeiro vexame.



É preciso que a Direita pense antes de agir, só temos a perder quando afobadamente tomamos decisões com meritocracias expostas e conflitantes aos olhos da sociedade, ninguém merece o governo que temos e uma oposição sem norte, é preciso que tenhamos união de fato, sem desavenças desnecessárias, contribuído apenas para o sucesso da Esquerda. Por enquanto ainda temos tempos de contornarmos as indisposições, em pouco tempo não restará mais tempo.





Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista








































































19 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page