top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

O Brasil precisa ser passado a limpo (08/04/2020)




Temos acompanhado os acontecimentos dos últimos dias, com bastante cuidado e tato, para não entrarmos inadvertidamente em fake news, ou mesmo fazermos ilações em pressupostos vindos de fontes sem conhecimentos técnicos, dessa forma trazendo prejuízo aos nossos conceitos e desinformações passadas aos nossos leitores, mesmo assim temos nos mantidos apreensivos com os desencontros ocorridos nos meios de comunicações.

No meio de tantas incoerências e absurdos, o Brasil que tem sentido a necessidade de apoio técnico e científico, nesse momento de pandemia e lutando contra o Coronavírus, o que não precisamos é de interferência de algumas autoridades sem nenhuma noção de acuidades se meter em assuntos que dizem respeito apenas aos devidos setores responsável. Refiro-me, inicialmente ao Deputado Federal Eduardo Bolsonaro, com insinuações fora de hora e de contexto tenta imputar aos chineses a responsabilidade do aparecimento do novo Coronavírus, caso praticamente resolvido.

O nosso Ministro da Cultura Abraham Weintraub, fez postagem na internet provocando novo tensionamento entre Brasil e China, usando personagens Cebolinha, Turma da Mônica, ridicularizando o sotaque dos chineses, trocando o “r” pelo “l”, para turbinar sua bestialidade, informa que poderá até pedir desculpas aos atingidos caso esses venham a fornecer respiradores ao Brasil, encomendados pelo Ministério da Saúde, àquele país asiático, do qual dependemos, e muito, das importações para resolvermos nossos problemas atuais.

Lembrando que somos fornecedores de commodities para aquela Nação e importadores de insumos de tecnologia de ponta, no meio desse tumulto, surgem esses senhores insolentes aliados do Governo, mais ainda, o Deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente Bolsonaro e até outro dia pretenso candidato ao cargo de Embaixador em Nova Iorque, EUA. Com essa qualidade de parceiros políticos o Presidente Bolsonaro não precisa de oposição no Brasil.

Não posso julgar se já foi efeito da falta de coerência e reflexo do assunto em pauta, o Ministro da Saúde, em sua última entrevista coletiva, hoje, 08/04, informou que os equipamentos encomendados pelo Brasil aos chineses, o pedido foi redirecionado a fabricantes nacionais, esses por sua vez em um pool de empresas vão tentar fabricar os aludidos em prazo consonante com as nossas necessidades. Esperamos que a força de vontade dos nossos industriais seja coroada com a assertiva capacidade de servir ao País, pois eles não são fabricantes dos equipamentos solicitados, apenas vão prestar serviço com capacidade produtiva e linha de produção adicional.

Enquanto os problemas vão sendo resolvidos o bate cabeça político continua em ação, não há mais direita nem esquerda, o centrão se escafedeu, hoje temos um aglomerado de aproveitadores tentando se aproveitar da crise para tirar proveito e se apresentar como salvadores da Pátria, esses que nem mesmo são patriotas, não realidade são sugadores do sangue dos brasileiros desatentos e enganados.

É muito triste percebermos o qual vil é o espírito dos oportunistas de plantão, o pior de tudo é perceber que não há uma classe definida desses malfeitores que povoam os Poderes da República, o povo na sua inocência, os verdadeiros patrões dos desclassificados, representam a maioria, não abrem mão das suas mordomias e seguram, até por crueldade, os magros benefícios que por força constitucional, os pobres e miseráveis, merecem receber nesse momento de angústia e tragédia humana.

Depois da borrasca acompanhada do novo Coronavírus o Brasil terá que ser passado a limpo, chega de falsos ídolos e mitos, precisamos de verdadeiros patriotas e abnegados trabalhadores, de vagabundos as ruas estão cheias, muitos sendo financiados pelo próprio Estado, por conta de uma Constituição direcionada para poucos e contra muitos.

Nada é vitalício, tudo tem seu tempo e modo, é chegada a hora de nos concentrarmos no que é justo, essa grotesca situação esdrúxula nenhuma República é merecedora, principalmente o Brasil que foi, é e se não acordarmos seremos sempre o País dos miseráveis administrado pelos proxenetas da Democracia.


Genival Torres Dantas

Poeta, escritor e Jornalista


3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page