top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Novamente não, bandeira branca, eu peço paz!(25/04/2021)



O Fato Sem Politicagem 25/04/2021


Quando a cópia tupiniquim de Emiliano Zapata Salazar volta a ser desejada e esperada com fervor pelos seus seguidores é sinal que a situação do país, em termos de líderes políticos, está totalmente devastada, não esquecendo que o seu provável concorrente mais direto é o atual presidente Bolsonaro, tão nocivo quanto para o Estado brasileiro.


Em texto anterior, 23/04, eu escrevi sobre a sanção presidencial, no apagar das luzes, deixei uma reflexão no ar sobre o que estaria por vir. Dito e feito, a situação não ficou definida aos olhos e o paladar político tanto dos aliados políticos dentro do Congresso (leia-se Centrão, novo administrador e executor do projeto econômico do governo Bolsonaro) e a própria equipe econômica do ministro Paulo Guedes.


Os R$ 29 bilhões mexidos pelo Bolsonaro, principalmente nas áreas de Saúde, Educação e investimentos, passou a ser uma dor de cabeça para seus ministros, com alguns deles indo a busca de recursos extraordinários, fazendo acenos de mãos ao Paulo Guedes, como se ele tivesse a varinha mágica e quando acionada caísse dinheiro do céu, assim como faz a chuva que normalmente acontece por força e risco da madrinha natureza.


Os parlamentares (do grupo Centrão) estão com toda corda, sorriso aberto e solto, seus pedidos estão sendo atendidos para uso nos seus respectivos redutos eleitores, mesmo que seja em detrimento aos valores cortados para uso na compra de imunizantes, medicamentos, de primeiríssima necessidade, em uso nos pacientes do Coronavírus, ou não, desde que intubados nas UTIs dos muitos hospitais espalhados pelo Brasil.


Até mesmo a reserva e compra do Oxigênio medicinal, para uso desses mesmos pacientes, o ar que representa nesse momento a própria vida humana, parte dos seus valores foram desviados para atender parlamentares da base de apoio do governo atual. Essa pandemia tem nos mostrado os verdadeiros políticos que trabalham para o povo enquanto outros se esmeram na eficiência dos seus objetivos e em causa própria.


Em paralelo, Bolsonaro depois de empenhar todo seu esforço, em discurso proferido na assembleia de apoio a manutenção das nossas matas, com comprometimento de investir mais dinheiro no combate aos famigerados desmatadores, responsáveis pela ruina da nossa sauna e flora, apenas 01 dia depois, em desprezo total ao seu compromisso assumido, simplesmente retira do orçamento daquela área dinheiro que certamente fará falta.


Ele fez pior, muita gente acreditou na promessa vazia, que ele fê-la de livre e espontânea vontade, não sei se premeditadamente, simplesmente caiu no vazio, dessa forma, de cara lavada, ficamos como quem párias junto à opinião do mundo; até mesmo o ministro do meio ambiente, Ricardo de Aquino Salles, busca viabilizar seu projeto mínimo de sustentação no cargo pelo socorro financeiro do Paulo Guedes, com adição de parcos recursos.


Definitivamente, fechamos a semana de (18/24 de abril) com muitos imbróglios, pendentes para essa semana que se inicia, alguns temas da semana anterior, politicamente falando, esperamos que essas pautas não sofram solução de continuidade, mas no país do faz de conta e a conta só é paga pelos mais vulneráveis é exigir muito daqueles, em enorme quantidade, que só pensam naquilo, ou seja, dinheiro fácil.


Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista







26 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page