top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Na falta de assertividade e união o União pode se esfacelar









Velhos vícios, trapos remendados                   13/03/2024

 


Quem diria! Um Partido tido com um futuro certo, por razões internas e partido ao meio, tem seu futuro questionado e virou “trending topics”, tudo por questões de veleidades dos seus dirigentes, que não são tão diligentes assim, por uma questão de volúpia pelo Poder desalinhou os membros do antigo DEM e PSL, juntos viraram UNIÃO, e em desatino desmorona a olhos vistos.

 

“Non ducor, duco”, essa expressão coube bem dentro no brasão de São Paulo, porém não se encaixa para o UNIÃO, há toda uma complexidade envolvida no Partido que tem muitos caciques e poucos índios, o pior é que as mentes desses líderes são voltadas para ideologias diferentes, pensam de formas descontinuadas, estando voltados para o princípio da individualidade e não do coletivo.

 

A discórdia entre o antigo presidente e o atual, Luciano Bivar e Antônio de Rueda, respectivamente, é simples e notória, enquanto o atual eleito na última eleição e seu antecessor, que não reconhece a eleição do eleito, deriva de números que estão em jogo. A contenda corre por conta dos valores (R$) que vão abastecer os cofres do Partido, por ter uma bancado de porte na Câmara, vai abocanhar grande fatia.

 

Em ano eleitoral há a participação dos Fundos Partidário e Eleitoral, é de se imaginar que o dinheiro que abastece os Partidos Políticos é direcionado pelos seus dirigentes e de forma pessoal, nessa hora o privilégio é dos que fazem parte dos amigos e privilegiados da diretoria e com maior possibilidade de êxito nas urnas, essa partilha nunca há contentes, apenas descontentes desprestigiados.

 

O União Brasil, entrou, definitivamente, para as folhas policiais, virou caso de polícia, pois o atual presidente acusa seu antecessor de ter colocado fogo em dois imóveis, em praia do seu Estado de origem, Pernambuco, tema sustentado pelo advogado do acusador, que encontra-se fora do País, conforme informações do próprio advogado informante.

 

Não posso imaginar que seja um caso programático, até mesmo rotineira essas acusações entre correligionários, mas é de se pensar que seja uma tática doidivana, envolvendo as duas figuras, se for verdadeira a tese que o incêndio tenha sido provocado pelo oponente e caso contrário a acusação passa a ser leviana, ridícula e antidemocrática até.

 

Ficamos na expectativa que os próximos passas sejam dados em busca de uma solução via STJ, inclusive a PF de Brasília já encaminhou o caso para esse Poder, que fatalmente dará uma decisão favorável a quem efetivamente esteja com a razão, assim esperamos e acreditamos nesse tese, para o bem da nossa política tão desajustada nos últimos tempos, o eleitor não merece mais essa!

 



Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista

 

 

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page