top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Não esqueça de se lembrar, você é um vencedor (31/07/2020)


Temos vivido com momentos de muita inconstância, mormente as tomadas de decisões ocorridas no calor das discussões movidas por urgências e emergências, maiores evidências verificadas no plano político e de caráter reformador, reiniciação de projetos parados e retomados, novos andamentos, refregas e brigas de ordens ideológicas e até ambiguidades que foquem o mesmo sentido de um plano objetivando o melhor resultado ao seu final.

Na semana anterior a cidade de São Paulo queria, por entendimento do Conselho Municipal de Educação pretendia que o retorno às aulas fosse por iniciativa dos próprios pais, entretanto o Senhor Prefeito Municipal Bruno Covas em uma avaliação mais criteriosa entendeu da necessidade desse assunto ter o aval do setor da Saúde, o mesmo órgão que orientou a suspensão das aulas e por razões lógicas e óbvias deve sugerir o retorno das respectivas aulas e a modalidade. Quando o momento é de difícil solução é necessário que as atitudes sejam consensuais.

Essa semana que se encerra, em termos de dias úteis, fomos novamente impactados por situações motivadoras de reflexões sobre o nosso combalido mundo político, nesse caso podemos envolver além do Executivo, Legislativo e o não menos político nos últimos tempos, Judiciário:

· STF, Legislativo e quarentena dos Magistrados e Promotores – depois de o Presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli ter levantado a ideia de elevar a quarentena de Juízes e Promotores para oito anos e o aceno de concordância do Presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia, o tema foi motivo de contestações e apoio de muitos políticos da esquerda. Muitas hipóteses foram levantadas a mais próxima do próprio Rodrigo Maia é que essa é uma tese com seta direcionada ao ex-juiz e Ministro da Justiça Sergio Moro;

Há especulações no mercado político que o Presidente da Câmara tem real interesse de ser candidato ao Executivo Federal, ou vice, para tanto o melhor caminho seria obstruir o interesse do festejado pré-candidato Sergio Moro. Trata-se de uma figura ilustre ex-integrante do Governo Bolsonaro, sendo sempre lembrado como um provável candidato da Direita brasileira, para desespero do próprio Presidente Bolsonaro e os socialistas de plantão de olho nas eleições de 2022. Entendo se não há engajamento real entre as duas casas STF e Câmara dos Deputados, por ação dos dois Presidentes, colocado um ponto de interrogação nesse assunto;

· Força tarefa da Lava jato e Sergio Moro reagem ao PGR – outro assunto que vem se desenrolando e já algum tempo é a falta de sintonia entre o Procurador Geral da República, Augusto Aras e os membros da Operação Lava Jato, há verdadeiro desconforto entre essa equipe, principalmente quando o assunto é o ex-Juiz Sergio Moro e o Procurador Deltan Dallagnol, responsáveis diretamente pelo sucesso obtido mundialmente pela Operação Lava Jato. A impressão que fica é uma intenção nítida de demonizarem com seus principais protagonistas e liquidar de vez com essa operação, colocando ponto final na caça aos corruptos e corruptores na política brasileira:

O atual Procurador Geral da República, de certa forma, entrou pela porta do funda e ascendeu ao cargo máximo da instituição, havia uma lista tríplice votada pelos membros procuradores, entretanto o nome de Augusto Aras é uma invenção da cabeça privilegiada do Presidente Bolsonaro, não tendo nem mesmo apreço a nossa Constituição ele jamais ia considerar qualquer normal ou procedimento interno de qualquer órgão sob seu comando.

Dessa forma foi criado um clima de descontentamento entre o comandante e os comandados da PGR, como futuramente haverá nova eleição para o mesmo cargo, o Procurador Geral dificilmente vai impor um nome do seu agrado no comando e o Presidente Bolsonaro, pelo andar da carruagem não terá capacidade de usar do mesmo expediente para impor novo nome da sua confiança, a não ser que esse nome seja compartilhado com a confiança dos membros da PGR. Trata-se de um assunto de muitas delongas;

· Garimpo ilegal ameaça maior linha de energia do Brasil – parece até brincadeira de menino pequeno, o atual estágio do controle das terras na Amazônia pode pôr em risco linha de transmissão de energia produzida e distribuída da hidroelétrica de Belo Monte e de responsabilidade e propriedade da Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE). O projeto que foi inaugurado em 2017, representando um dos mais modernos do mundo, com investimentos de R$ 5 bilhões, com 2076 quilômetros de extensão tem sua origem no Pará, cortam os de Estados de Tocantins, Goiás, Minas Gerais, até atingir o Estado de São Paulo. Lembramos que a energia ali produzida, além de alimentar 12 Estados inclui-se, também parte da região Sudeste.

A região da usina foi povoada por garimpeiros ilícitos que operam de forma criminosa com rota passando por baixo da linha levando risco de derrubar torres e causar apagão de extensão nacional, essa denúncia foi feita pela própria concessionária que é sócia da chinesa State Grid, em parceria com a Eletrobrás.

A ilegalidade na operação dos garimpeiros se prende ao fato deles operarem com remoção de grande retirada de terras com máquinas e jatos d’agua. Essa prática já foi denunciada aos Ministérios Públicos Federa e Estadual, Policias Federal e Estadual, além a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), porém a situação continua pendente e de ação continuada, levando risco de morte aos funcionários da empresa quando em manutenções nas áreas desertas e isoladas;

Por fim, nessa pandemia, por mais que você tenha perdido no aspecto material, não se sinta injustiçado, pelo contrário, você foi um vencedor, imagine os familiares daqueles que perderam o maior valor que foi a própria vida, recursos matérias um dia serão repostos, recuperados e conquistados, lá onde a calma e a tranquilidade de se apoderarem do nosso espírito não se esqueça, por menor eu você se sinta entre os humanos, de fazer alguma coisa pelas próximas gerações que virão com grandes chances de passarem por outras pandemias.

Também não perca o hábito da oração e peça pelos que partiram e em novo tempo futuro poderão partir pela tragédia vivenciada pelos humanos descuidados que somos com nossas próprias vidas. De qualquer forma não se esqueça de lembrar, em qualquer tempo, você é um vencedor. Estamos chegando ao epílogo de um drama vivido por todos humanos do planeta terra.

Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista




3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page