top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Não confunda palrador com magníloquo







Novo governo velhas práticas 25/03/2023





Com a ascensão da classe trabalhadora ao centro político nacional e o crescimento vertiginoso do cidadão Luiz Inácio Lula da Silva, implicando na sua participação ativa em 03 mandatos na presidência da República, o último em curso, ainda a eleição de sua indicada ao mesmo cargo, por dois mandatos, da Dilma Rousseff, mesmo sendo impichada, não podemos negar seu sucesso na política, como não devemos desconsiderar seu anedotário por sua jactância.



Depois de 2002, eleição para o primeiro mandato do Lula da Silva, passamos a nos acostumar com os arroubos e tolices ditas por pessoas e do próprio presidente Lula, nas intempestivas citações, ou pronunciamentos desvairados, todos munidos de um propósito único de se aproveitarem das benefes que o Poder proporciona aos vencedores, mesmo que por um período marcado e determinado pelas eleições pontuais e estabelecidas.



Confesso, não me causa estranheza essas aberrações ditas pelo presidente Lula da Silva, nos últimos dias e até mesmo os do início do seu governo deletério; o sentimento de ódio transmitido nos seus pronunciamentos, contra todos aqueles que de alguma forma colaboraram com as suas condenações e por conseguinte, sua prisão por mais de 500 dias, era de se esperar que o presidente Lula, eleito como foi, se prontificasse ao nível de vingança brutal que ele define.



Pedir parcimônia ao presidente Lula da Silva, nesse momento em que ele se sente o pai dos pobres e o único vivente com qualidades suficientes para libertar nosso povo dessa fase negativa em que atravessamos, é exigir muito. Como sabemos, Lula da Silva, é um inconsequente, sem nenhuma postura de um verdadeiro líder carismático, o que lhe sobra é a empáfia e o desequilíbrio emocional, que aliado ao seu estado de escuridão cultural torna-se um despreparado.



O atual presidente da República não deve lamentar sua ausência nessa viagem ao Estado chinês, ele deve agradecer aos céus, pois ele foi favorecido, o momento é delicado em termos de conflitos regionais que podem gera confrontos até mundial. Como Lula da Silva, tem uma característica de verdadeiro possuidor de um espírito mediador, talvez sua interferência no assunto de invasão da Ucrânia pela Rússia, poderia se transformar em saia justa para o Brasil.


Como o destemperado Lula da Silva não tem limites para tratar determinados assuntos, se achando um sujeito iluminado e capaz de resolver qualquer assunto, por mais sério que seja mesmo sentado em uma mesa de bar, provavelmente ele iria sair muito mal nessa façanha estrambólica. Não podemos permitir que uma pessoa, usando nossas insignes, mesmo com espírito humanitário se lança em determinados compromissos com possibilidades de despautério.



Além do festival de besteirol patrocinado pelo Executivo nacional (Lula da Silva) desde o início do seu governo, o Legislativo se lançou, paralelamente, a fomentar uma disputa até vergonhosa, entre as duas Casas, quando o atual presidente da Câmara, Artur Lira, e o presidente do Senado, por conseguinte o Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, estão se digladiando por uma tese absurda, medindo forças, querendo mostrar quem manda mais. Isso é um fato simplesmente ridículo.






Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista






























































5 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page