top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Mensalão, petrolão e arrozão, uma questão de coerência












Novo governo velhas práticas 11/06/2024



Quando escrevi o texto “Arroz uma pendenga de muitas vertentes de efeito peremptório”, (07/06) confesso que não esperava que o tema fosse se expandir de tal forma que sugere até, se tivesse continuado, a atingir a proporção de um mensalão ou até mesmo o petrolão de tamanho desconcertos para os governo da esquerda brasileiro e capitaneados pelo mesmo autor, Lula da Silva.

 

Claro que eu imaginava que era uma excrescência considerando o atual momento e a forma como o leilão do arroz tinha ocorrido e planejado pela CONAB, situação configurada como atípica, pelo modus operandi apresentado e da forma como realizado, compra direta pelo governo federal, com intromissão direta no mercado, atravessando o trabalho dos importadores, com operação subsidiada.

 

Temos a impressão que tudo que o governo federal põe a mão vira lixo, ou grande trapalhada, aquilo que seria algo até normal vira uma confusão generalizada, com possibilidade até de uma CPI dentro do Congresso Nacional, a oposição deseja ir a fundo para verificar, realmente, o verdadeiro objetivo dessa lambança com efeitos negativos para todos que participaram da negociação.

 

Como o governo Lulopetista nunca erra, no máximo há enganos por parte de algum membro seu, uma cabeça já rolou, o Secretário de políticas públicas, do Ministério da Agricultura, Neri Geller, saiu como se fosse uma oferenda em despacho de encruzilhada, em uma tentativa de justificar um erro que não passa de uma falha grotesca de todo um governo sem noção e sem rumo.

 

Se, efetivamente, a oposição fizer questão de ir ao fundo desse assunto muita bruxaria vais ser encontrada, nesse altar de políticos travestidos de santos do pau oco, quiseram amealhar capital político, na compra do arroz e distribuído com embalagem e logomarca do governo, colocando no mercado com preço inferior ao comprado, pura demagogia de um governo populista, sem ética e sem moral.




Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista










































































3 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page