top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Incoerências, distorções, descalabros e promessas incompatíveis






O fato sem politicagem 03/09/2022



Os nossos políticos vivem fora da realidade brasileira, em pleno momento de acertos e desacertos ao mesmo tempo, parece até que os que deviam ficar cuidando dos recursos da nação, talvez pela possibilidade de turnover no Congresso, Assembleias Legislativas, Governos Estaduais e o próprio Governo Federal, há no ar uma sensação de instabilidade emocional nos postulantes aos seus respectivos cargos, em verdadeiro processo de descontinuidade e início de nova fase.


O que não podemos deixar de observar é a avalanche de promessas infundadas, criativas soluções ao povo desesperando por equações imediatas, mas sem o malabarismo das palavras torpes, sem a devida credibilidade que a palavra de um homem público deve conter e que no momento, os principais candidatos ao Executivo Federal, pelo menos na preferência do eleitor, formam um conjunto de propagandistas da aviltação, pela falta de coerência econômica.


Chegamos à conclusão que os candidatos podem até ter sustentarem pensamentos puros, bem intencionados, porém lhes faltam análises de viabilidades econômicas que possam justificar promessas tão grandes que parecem absurdos, ou total desconhecimento do orçamento Federal, seu comprometimento com as despesas com o funcionalismo público e outros compromissos já acertados, envolvendo 93% de toda arrecadação do Governo Federal.


A incredulidade toma conta do cenário, nem mesmo o governo atual, Bolsonaro, com seu ministro Paulo Guedes, da Economia, se porta dentro contexto, sempre fazendo ilações ao mundo da fantasia, onde se possível fosse, contando sempre com a lei das probabilidades, jogando para frente aquilo que devia ter sido realizado, e é descartado para o famoso “sine die” como se fora uma convenção em Algarves de catraieiros e suas catraias.


Lula e sua memória seletiva; faz de conta que o brasileiro não tem memória, até mesmo é um deficiente mental, cuja capacidade de acumular informações entra no mundo dos debiloides, insinuando que o seu passado é tão limpo como se fizesse parte dos anjos mais puros e inocentes, quando verdadeiramente sabemos que ele é uma ruina em pessoa e suas promessas são veleidades não merecendo nenhum respeito de qualquer brasileiro, pelos seus argumentos infundados.


O eterno candidato Ciro Gomes não muda o disco, sempre com sua enxurrada de índices, sempre na mesma linha, sem nenhuma inovação que se possa auferir algum projeto verdadeiramente eficiente e eficaz, com real interesse público e que seja factível de realização dentro das nossas possibilidades de alcance; sem a politicagem recorrente, e ou a constitucionalidade, sem medo de interferência do Legislativo e do Judiciário, tão em voga nos últimos tempos.


A senadora Simone Tebet, ela tem o poder do convencimento, uma erudita no nosso vernáculo, profunda conhecedora das nossas LEIS, Professora de Direito, e currículo político invejável, como os três anteriores suas promessas param, também, nas possibilidades de execuções, por dissonância com o orçamento Federal. A senadora Simone tem um agravante, se misturou com os 7 senadores da CPI do Coronavírus, prejudicando, por enquanto, sua credibilidade, pelo menos para parte do eleitorado brasileiro. Isso é um fato.





Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista













6 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page