top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Federações, mais um disfarce no engodo político







O fato sem politicagem 11/02/2022



O Supremo (STF) sempre ele, aprova federações para que os partidos possam se juntarem de forma que os menores continuem vivos, no ritmo de sempre, servindo de escada aos maiores e mantendo cabides de empregos para muitos políticos que desaprenderam a trabalhar mantendo o hábito de mamar nas tetas do dinheiro público, alimentado pelos trabalhadores.


Todos nós sabemos que essa história de última hora foi inventada para justificar o gasto com do fundão que os partidos fazem jus nesse ano de eleições, nada mais justo que esse seja um tema que tenha as digitais do STF, dando aparência da legalidade e moralidade, quando isso acontece todas as dúvidas que ainda existiam são dirimidas.


Por lei a coligação é dispositivo proibido desde 2017, sendo essa nova nomenclatura uma forma disfarçada de continuísmo de uma prática condenável na esfera política, que é o uso de partidos de aluguel, na prática eles existem apenas para fazer número no TSE, proporcionando um número considerável de empregos para os amantes do ócio.


O fato deles terem a obrigação de um mínimo de 4 anos, período de uma legislatura, não garante que eles vão ter identidade ideológica, verdadeiras aberrações vão aparecer depois do prazo dado, 31 de maio próximo, para as negociações, ou negociatas, e seja estabelecida as federações, a grande discórdia surgirá em 2024.


Em 2024 teremos as eleições municipais e os partidos que acordaram em torno de federações vão querer a cabeça de chapa, vai ser nessa hora que a situação crítica vai ficar exposta, nesse momento o que foi preestabelecido nos acordos firmados anteriormente vão ter que apresentarem as multas e castigos pela insensatez.


Já uma discrepância entre pensamentos ideológicos sendo negociados para formação de chapas majoritárias, para as eleições deste ano, no momento da efetivação e na elaboração dos acordos, com as máscaras caindo, ficando claro para os eleitores a personalidade duvidosa do seu político de estimação, muita decepção vai ocorrer.


Nunca pude imaginar que determinadas figuras políticas fossem capaz de se alinhar politicamente com adversários ferrenhos por até décadas e de uma hora para outra, e por necessidade de sobrevivência política, ter que subir no mesmo palanque e se mostrar correligionário com seu adversário político e que tanto combateu, esse é um momento histórico.




Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista



10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page