top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Disritmia na Ciclotimia da Democracia Brasileira(04/06/2020)


Como tenho acompanhado de perto o estágio atual das consequências diretas do drama que vivemos com o Coronavírus nada mais me surpreende. Já comentei sobre as manifestações no último domingo, principalmente nas cidades de São Paulo e no Rio de Janeiro, com todo aquele absurdo provocado por grupos desatentos e mal intencionados, levando prejuízos ao patrimônio público e privado, em nome de uma Democracia no mínimo enviesada e distorcida. Pois não há na história política uma defesa do regime democrático usando a violência, brutalidade e armas só utilizadas por grupos criminosos contra a população civil e a polícia que defende o Estado de Direito.

Não é de hoje que a esquerda e o socialismo brasileiro tentam se impor, mesmo tendo provocado prejuízo enorme ao Estado brasileiro, recrudescendo e expandido sua prática criminosa durante o governo Lulopetismo e seus apoiadores, tanto na esfera Federal como Estadual e Municipal, é de causar espanto verificar que parte daquelas pessoas ainda se colocam a disposição do país como se nos julgassem sem amor próprio e sem memória cívica.

Esse discurso apresentado pelos Antifas é no mínimo demagógico e usando uma linguagem atual é fake news, uma atitude criminosa por parte de alguns irresponsáveis usando uma máscara emprestada de outra gente e de outros países com seus problemas particulares e alguns até mesmo pontuais, caso do racismo, cujos movimentos atingem os EUA e parte da Europa.

Temos tantos problemas em questão, alguns Estados tentando voltar com sua vida financeira e comercial ao novo normal, mesmo com a crise do Coronavírus em andamento, empresários e empregados de todos os segmentos e setores tentam recuperar o tempo que ficaram ausentes dos seus afazeres por conta da epidemia e crise na saúde. Muitas foram as informações e desinformações ao mesmo tempo, decorrentes da absoluta falta de harmonia e consenso por parte dos governos, primordialmente pelo obtuso pensamento tacanho do Governo Federal que na contra mão da história tentou e tenta impor políticas sanitárias sem ter a mínima noção da sua eficiência e eficácia.

Graças aos fatos referendados os demais setores do Governo entram em colapso, inequivocamente, depois da saúde, o setor mais prejudicado foi o da economia, arrastando para o descompasso, a indústria, comércio, serviços, enfim toda rede produtiva que já não vinha bem piorou. Os números nos mostra uma nova realidade que passamos a enfrentar. Não há como tentar apoio em outros países, passamos a ter uma crise mundial, cada qual tentando se levantar da melhor forma possível, apenas nós para nos ajudarmos mutuamente.

Mesmo com todas as dificuldades apresentadas temos notícias do despautério por parte de alguns governos, tanto Estaduais como Municipais, vítimas de funcionários inescrupulosos, aproveitando-se da crise e as facilidades que o momento oferece para aquisição de materiais e equipamentos para utilização no combate a pandemia tenta tirar proveito da situação na compra de produtos superfaturados, levando o caos às administrações dos executivos correspondentes.

Enquanto a sociedade privada tenta se readequar, o Poder Público com suas ações desalinhadas e sem conexão nenhuma, continuam dando o exemplo da incompetência, trazendo à tona a iniquidade, com atitudes frívolas, pululando em cada gesto e iniciativa a insolência dos demeritórios.

Por quanto às organizações internacionais tentam trazer ao mundo uma nova mentalidade social, com implantação da renda mínima, justiça seja feita nessa hora lembro-me do ex-senador Eduardo Suplicy e sua luta inglória, para os miseráveis, dando uma nova formação humana e humanitária, com a União Europeia anunciando apoio aos seus coligados valores superiores ao número de E$750 bilhões; os EUA falam em U$3 trilhões aos seus federados. No Brasil o Governo tenta, dentro dos nossos parcos recursos, ajudarem no possível, correndo o risco de improbidade administrativa, uma situação até certo ponto patética.

Genival Torres Dantas

Poeta, escritor e Jornalista

genivaldantasrp@gmail.com.br



1 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page