top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Democracia brasileira regime político em decomposição(03/07/2020)


Enquanto os EUA se empenham na luta de superar a segunda onda da infecção pelo Coronavírus, com mais de 130 mil mortos contabilizados e 2,74 milhões de americanos, ou ali residentes, contaminados, ostentando o primeiríssimo lugar no pódio da tristeza humana. Nós, como solidários soldados de tantas guerras passadas, agora compomos a mesma crise mundial e os acompanhamos de perto, em segundo lugar, anunciado nosso 1.5 milhão de brasileiros atingidos e mais de 62 mil mortos, tombados sobre o campo de guerra, atingidos pelos tentáculos de um inimigo invisível.

Como quem atados pelas correntes construídas por dois presidentes populistas e de péssimas qualidades administrativas, contrastando com as políticas adotadas, no combate a proliferação do vírus, por Nações menores e de expressões econômicas e culturas bem menos significativas. Somos passageiros de uma nau desgovernada para lugar algum. O atual estágio da pandemia aqui no Brasil desvela em um plano de combate ao inimigo que nunca existiu, contando apenas pela amorfa capacidade invertida dos que buscam resultados sem nunca ter treinado seus combatentes.

Esse segundo semestre veio para ratificar os erros no combate ao mal que nos persegue desde o início do ano em curso ressentimos de um líder que nos guie e oriente, estamos fadados aos erros mais elementares, somos um país sem comando forte, ausência de autoridade nata, orientador na expressão máxima da palavra de ordem, dessa forma, tragados, na proporção que o tempo passa, pelos ventos da nefasta poeira da escuridão profunda.

Como não temos governo que nos represente na dor e na morte somos levados a acreditar em alguns assessores do Governo Central, dentre eles, destaco aquele que tem se pronunciado a todos os momentos dessa tragédia, se colocando a frente do batalhão como o otimista maior da companhia de artilharia, esse quase profeta do ponto futuro é o Ministro da Economia e Fazenda Paulo Guedes. Na presença de tantas baixas ele consegue se superar e pedir coragem aos seus discípulos, com o mesmo equilíbrio de 18 meses atrás jura que o país vai sair vitorioso dessa peleja, Mais ainda, vamos surpreender o mundo com o nosso sucesso.

Estamos em uma travessia de muita virulência praticada por quem devia nos proteger. No plano Federal. O Executivo vai ficando cada vez mais fraco e inepto, o presidente da República se apequenou no transcorrer do mandato e da crise política precipitada com a chegada do Coronavírus, a situação já vinha cadente, para chegar ao vexatório foi uma questão de associações de fatos e ações estapafúrdias, quando a beligerância sempre foi o “modus operandi” do projeto de governo sem delineamento e sem atalaias construídas a partir da objetividade administrativa.

Dessa forma, com outro agravante tal qual a burlesca participação do Poder Legislativo, na edição de uma nova lei para controle das Fake News, formatada por várias mãos capciosas e cabeças premiadas, na mira de um Judiciário, hoje constituído por pessoas tidas pela maioria do povo brasileiro como de conceito duvidoso, pelo menos parte dos seus integrantes são notícias na mídia brasileira, mormente quando o assunto se refere ao próprio Legislativo. Refiro-me ao descontentamento geral da população que pressente a construção de um instrumento de mordaça para o povo, nesse momento em que a Democracia brasileira encontra-se depreciada, tão e principalmente por quem devia defendê-la.

Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista




0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page