top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Com o Panoptismo atual não há como fugir do tempo real






Novo governo velhas práticas 21/04/2023




Quando o presidente, Lula da Silva, antecipou sua viagem, mesmo por algumas horas, a Portugal, cai por terra a máscara de peitudo, soberana autoridade, o corajoso marujo, o paladino da verdade absoluta e aparece aquele homem que se mantém guardado em uma fortaleza construída em um castelo de areia sustentado com colunas fortalecidas com mentiras mais escandalosas possíveis, como quem se coloca em fuga com medo da verdade.



Particularmente, não fiquei surpreso com a decisão do nosso presidente da República, depois de tentar inviabilizar que os vídeos do dia 08/01, feitas na Praça dos três Poderes e o interior dos seus edifícios, repentinamente, talvez por uma ofensa aos EUA, o presidente daquela Nação, aborrecido com seu aliado maior da América do Sul, o Brasil, quem sabe por conta de algum favor, o Grupo de comunicação CNN, sorrateiramente expõe as imagens proibidas, pela TV.



Era tudo aquilo que não podia acontecer, ficando a impressão que menino pequeno não pode brincar com menino maior, para não sair machucado, como aconteceu no silêncio das horas. Com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) general Gonçalves Dias, sendo mostrado ao mundo, dentro do Palácio do Planalto, orientando amigavelmente pessoas estranhas ao ambiente interno, a reação do governo situacionista se viu perdido.



Mais do que pernas bambas, o avião caiu em mata virgem, o navio foi a pique, os marujos saltam ao mar revolto, o céu não é mais de brigadeiro, o dia virou noite, o próprio general se viu acossado pelos seus pares e foi obrigado a sair falando que pedira a conta, renunciando ao cargo, uma maneira de passar pano naquilo que já não tinha mais como remediar, a casa tinha definitivamente caído, aquela situação tornara inapelável e irrevogável.



A viagem antecipada do presidente, Lula da Silva, parecia uma rota de fuga que estava mais próxima, mesmo não sendo a porta ideal para se fazer a primeira viagem ao Continente Europeu, considerando países mais fortes em termos de economia mundo, como Alemanha, Inglaterra e França, com todo respeito aos irmãos portugueses, ele fez a opção da porta dos fundos, como se hoje pudesse ser usado o argumento panóptico, querendo olhar o mundo sem ser notado.


Esquecem nossos desajuizados políticos, com o grau de evolução da tecnologia da comunicação já não estamos longe dos olhares dos nossos adversários, nem mesmo, no reduto do nosso lar, tornando o assunto mais periclitante os aliados do atual presidente, Lula da Silva, passam a fazer corrente com os adversários políticos, concordando plenamente com a CPMI, querendo, inclusive a presidência e a relatoria da Comissão. Uma situação no mínimo esdrúxula.



O que quer a Esquerda brasileira, talvez ela acredite que as pessoas dotadas de inteligência estejam locadas nos seus partidos políticos, na sua maioria dento do PT. Ledo engano, a inteligência não tem ideologia, nem cor, nem mesmo credo religioso. É preciso que, em qualquer sociedade, tenhamos respeito pelos nossos adversários, quando isso ocorre os conflitos nunca viram confrontos, com as barreiras existentes sendo ultrapassadas, principalmente com seriedade.



Depois dessa pendenga ficou muito difícil a continuidade desse governo, além da falta de uma administração coerente, com um plano bem elaborado e já esboçado desde os primeiros dias de janeiro, o nível dos assessores diretos, com propósitos objetivos e trabalho efetivo, o que vemos é o ódio do governo contra seu adversário, Jair Bolsonaro, parecendo até que a situação não acredita que tenha saído das últimas eleições vitoriosa, tamanho é o ranço. Isso é um fato defectivo.






Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista
























































6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page