top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

Aquiescer nem sempre é um endosso





O fato sem politicagem 09/07/2022



A fase está tão difícil que ultimamente tem gente concordando com emaranhados de coisas inacreditáveis que estejam acontecendo, mesmo que a aquiescência não represente um endosso, normalmente ocorre, nessas circunstâncias, ter que fazer uma escolha tendo que tentar errar o mínimo, pois se sabe, antecipadamente, qualquer que seja a opção o prejuízo virá, a tentativa é errar em uma escala menor.


Como diz um amigo meu, português, aceita que doe menos e a ressaca, normalmente, só virá na manhã seguinte. Estou tentando fazer um preâmbulo do que vem ocorrendo pelo planeta terra nesse início de milênio e século, muito embora já tenhamos passado dos 22% do século XXl, o planeta terra nunca esteve tão agitado, com falta de sintonia entre os humanos de tal forma que nem mesmo os que falam a mesma língua estão se entendendo.


A invasão da Ucrânia pela Rússia talvez estejam fazendo desse motivo um álibi, para se justificar muitas dicotomias, em acelerado processo de desgastes ideológicos, religiosos e políticos. O que temos de verdadeiro é a revelação de alguns falsos ídolos, líderes e estadistas, hoje, resumidamente, não passam de bonecos de panos, muitas vezes transformados em espantalhos, sem nenhum eufemismo, porém de uma realidade nua e crua.


O mandatário russo, Putin, teve uma grande oportunidade de continuar escondido pela cortina de fumaça que a Rússia sempre se apresentava ao mundo, como uma grande potência militar e bélica, o advento da invasão da Ucrânia veio desfazer esse mito, criado desde a época da guerra fria, a falta de objetividade da Rússia no terreno da Ucrânia, demonstra claramente sua impotência militar, agravado pelo sucateamento dos seus equipamentos paramilitares.


Outra situação de difícil aceitação é o final triste e melancólico do Boris Johnson, primeiro ministro do Reino Unido, depois de pousar como um grande estadista cai por terra sua máscara e fica evidenciado seus falsos prognósticos para com o final da Rússia, seria de desfecho rápido e total derrota daquela Nação, o que estamos vendo é a Rússia, mesmo morosamente, se firmando, superando os boicotes impostos pelos EUA e a OTAN, e a renúncia do primeiro ministro.


Em nosso país, a impressão que temos é o desmantelamento dos falsos poderes, alcançados por via dos descaminhos, mesmo com aparência de Legal, nada mais contraditório. Estou me referindo a emendas do orçamento secreto, conforme declaração, pela imprensa do senador Marcos do Val (Podemos/ES) ele teria sido contemplado com 50 milhões, desse orçamento secreto, cortesia do presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD/MG) por gratidão ao apoio do senador do Val na eleição do senador Pacheco à presidência daquela Casa.


Não sei se o senador do Val estivesse se sentindo vaidoso por tamanha deferência, o que de fato ocorreu foi uma verdadeira correria em várias direções e por muitos políticos da situação e oposição, até mesmo o seu Partido (Podemos) tenta levar o caso ao seu conselho de ética, exigência de alguns membros do seu Partido, alegação feita das várias implicações, pois esse tipo de divisão de verbas pode ser Legal, entretanto para quem gosta do moral é no mínimo contraditório.


Quem vive na vida e da vida pública tem que ter mais cuidado com a sua comunicação, ele vive em uma verdadeira redoma, com exposição diuturnamente levando pedrada o tempo todo; e não tem o direito de nem mesmo de se equivocar, imagine fazer alusões a determinados temas que vêm causando escândalos dentro da vida política brasileira. Fica cada vez mais clara a escuridão em que vive nossos Poderes constituídos, sem exceção. Isso é um fato.
















Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista









8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page