top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

A vitória de um povo aguerrido


Como já disse o poetinha querido, Vinicius de Moraes, “de repente não mais que de repente” nos encontramos no mesmo barco, com os instrumentos indicando chuva forte, vento soprando mais que o normal, ondas em alto mar com mais de 5 metros de altura, a embarcação segue a corrente marítima, a noite que parecia que ia ser calma começa a despertar arrepios na tripulação.


Tal qual nossa viagem em busca de terra firma, a sensação que nos envolve é de desejos para todos nós que já nos consideramos sobreviventes numa nau perdida sem previsão que o melhore, assim vamos continuando a navegar. Assim como essa viagem imaginária, nossas vidas estão a mercê do próprio destino. Já não contamos com uma jogada de sorte, dependemos de um lance certeiro, do tipo tudo ou nada.


Estamos indo em direção ao desconhecido, batalhamos na tentativa de evitarmos que o continuísmo fosse vencedor, se assim ocorresse, a situação que era de conhecimento geral podia, para o futuro, se agravar, e o preço seria muito alto para quem está em crise recalcitrante.


Apegamo-nos a única opção política que nos restou, parecendo algo previamente combinado, pobres e ricos, negros e brancos, jovens e seniores, homens e mulheres, intelectuais e semianalfabetos, a grande maioria, sufocada por quase 16 anos de tortura mental, sendo explorada por aqueles que deveriam nos proteger dos malfeitos se aliaram aos corruptos e deflagraram impiedosamente, como que uma bomba atômica, todo seu potencial de maldades, subtraindo de forma continuada, usando o recurso de saques e desvios ao erário público.


Dessa forma só nos restou usar a única arma que tínhamos que era o voto, assim agimos, conseguimos derrotar aqueles que se imaginavam os donos da Pátria, os superiores, os arqui-inimigos do povo. Foi dessa forma que a esquerda brasileira foi rejeitada e arrancada do poder central, sendo substituída pela direita, tendo a figura de Jair Bolsonaro (PSL), sem recursos financeiros, apenas com carisma e amizades soube arrebanhar a massa humana decidida a lutar e ganhar no voto o direito de escolha para sairmos da dependência maléfica do grupo situacionista.


A profecia foi concretizada, hoje livre estamos no compasso de espera aguardando apenas a posse dia 01/01/2018 próximo, do Presidente eleito, Jair Bolsonaro, juntamente com a equipe escolhida possam assumir e com determinação e justiça realizem um trabalho digno e honesto, dando oportunidade a todos os brasileiros sem discriminação ou preconceito, mostrando a nossa gente e ao mundo que o País nunca foi discricionário, algumas pessoa ou mesmo autoridades se utilizaram dessa prática, o que esperamos que seja coisa de um passado, sem retorno.


Somos uma República Democrática e assim permaneceremos, o grande salto será eliminar revanchismo sem a história do eu e eles, não temos tempo para esse tipo de bravata, temos que recuperar o tempo perdido recuperando nossa economia, empregos e o amor do homem pela pátria sem nenhum tipo de ódio ou mesmo ressentimentos.


Espero, sinceramente, que o próximo ano seja de muita luta, garra, trabalho para todos, alegria e esperança no peito dos brasileiros que amam a pátria livre. Só assim, chegaremos no final do próximo ano sendo recompensados pela recuperação da dignidade dos brasileiros. Boas festas aos irmãos da Pátria amada, Brasil.


Genival Torres Dantas

Escritor e Poeta

genivaldantasrp@gmai.com

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page