top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

A política brasileira é abissal, virada numa bazófia esgarçada






A política sem politicagem 31/03/2022


O planeta terra vive um momento de absoluta falta de luz no horizonte, depois da temeridade que foi o resultado da segunda guerra mundial, nesse início de milênio e século, nos deparamos com uma pandemia de ordem sanitária, sequenciando a piora, principalmente, os mais carentes, surge, então, no Leste Europeu o acirramento das disputas causadas por questões geopolítica, territorial e étnica, quando os povos minoritários tentam a independência com reconhecimento das suas fronteiras.


Nesse casuísmo a Ucrânia se encontra em terras privilegiadas, de boa cultura, riquezas no seu subsolo, muito embora seja um país pobre tem um povo nobre e aguerrido, os fatos dos últimos dias têm nos provado essa característica sobre humana dessa gente, que mesmo com poucos recursos, em termos de armamentos e um exercito inferiorizado numericamente, coadjuvado com o setor civil têm demonstrado que o amor à Pátria vale mais que mil balas.



O que nos sobra nessa beligerância desastrosa, a invasão da Ucrânia pela Rússia, vem privando o mundo de um série de recursos, como o fornecimento de gás, petróleo, alimentos e outros produtos minerais e vegetais, fornecidos pela Rússia e até mesmo pela Ucrânia, commodities, tão necessária ao planeta terra que hoje se recente desses produtos para a sobrevivência do Ser humano que vive sobre a terra solapado pela ignorância da maioria inconsequente.


Aqui no Brasil não podia ser diferente, principalmente aqui, onde o Ser humano valoriza muito mais o ter do que o ser, uma troca de valores feita pelo princípio da riqueza material, infelizmente essa teoria foi materializada na nossa cultura desde a civilização brasileira, com o aparecimento dos primeiros colonizadores, que já viram nos índios nativos uma possibilidade de riqueza com a exploração daquela mão de obra, depois a sequência já é sabida por todos nós.


O momento que atravessamos é de uma ignorância cultural das mais devastadoras para um país que sempre prometia ser um país do futuro. Sempre fomos administrados por uma sociedade política que sempre usou a posição do cargo acima de qualquer valar social, principalmente, depois da implantação da República (1889) a situação só vem piorando, nessa nova redemocratização a falta de caráter na maioria dos políticos é espantosa.


Além das causas negativas e externas, que nos invade, somos acompanhados por uma onde de incompetência até de forma absurda, no meio de 215 milhões de pessoas, vamos selecionar 100 milhões capazes clinica e socialmente responsável, não vislumbramos nenhuma alma penada no meio dos políticos que possa vir como candidato ao cargo máximo da República Federativa do Brasil que não tenha algum senão com alguma nódoa no seu currículo.


Corremos o risco de elegermos, este ano, para presidente da República, alguém que tem a rejeição da maioria, tanto o presidente atual, Jair Bolsonaro, como seu concorrente direto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, possuem, não é nódoa, mas, manchas, sem possibilidade de remoção. Bolsonaro é de um negacionismo e falta de comando invejável, quanto o Lula, pela sua vida pregressa, como ex-presidente, trata-se de uma pessoa inconfiável e condenado pela justiça.


Imaginar que a maioria, assim como eu, poderá votar, novamente, no Jair Bolsonaro, por absoluta falta de opção, apenas para não permitir que a quadrilha do fim do mundo retorne ao controle do país e novamente volte assaltando de forma deliberada e à luz do dia como foi feito anteriormente, nos governos Lulopetistas. Se você é brasileiro (a) bom caráter e boa índole, idade mínima solicitada, e tem capacidade técnica e moral para administrar o Brasil, estamos precisando de você.

















Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista



11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page