top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

A linguagem boquirrota do Bolsonaro é simplesmente trágica






O Fato Sem Politicagem 07/12/2021



Desde o começo do mandato do presidente Bolsonaro que a falta de coordenação na comunicação do atual presidente é desconcertante, há sempre uma tendência de se falar sem pensar no que vai dizer ao público, não há uma prévia crítica, na tentativa de se observar algum ruído na comunicação, coisa corriqueira em quem fica sempre em contato com os meios de comunicações, caso específico dos políticos atuantes e sempre em evidência, esses são os escolhidos da grande mídia.


Enquanto havia um responsável pela comunicação direta, no caso o Porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo de Barros, mestre na comunicação, a situação ficava sob controle, até ser desonerado e essa área, depois de muitas tentativas de acertos com outras pessoas, nada funcionou, ficando o próprio presidente Bolsonaro informando seu público do seu dia a dia. Uma verdadeira tragédia anunciada, ele nunca teve nenhum cacoete para transmitir nem mesmo recado em quermesse.


Essa situação tem traduzido muitos dissabores ao presidente Bolsonaro, tendo ele criado situações embaraçosas, tanto dentro do próprio governo como fora dele, não vamos ficar citando as recidivas constantes e cada vez mais perigosas para quem dirige uma Nação. Lembro-me dos embaraços ocorridos com a França, países árabes e a própria China, nosso maior parceiro comercial nas commodities, além dos casos internos, inclusive com a própria Petrobrás.


No último final de semana Bolsonaro em entrevista fez referência a uma possível redução de preços nos combustíveis, vendidos internamente. Foi um verdadeiro “Deus nos acuda”, a Petrobrás de viu obrigada a soltar uma nota desmentindo a notícia, enquanto isso a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu processo administrativo envolvendo a Petrobrás, decorrente da recente declaração do presidente Bolsonaro, sobre a redução nos preços dos combustíveis, até o final do ano.


Essa conversa do Bolsonaro foi interpretada como uma coscuvilhice, situação só vista nas pessoas que gostam de calhandrice, ficou nada fácil para se contornar mais esse caso de estranheza por parte da classe política e empresarial. É necessário que o presidente Bolsonaro se contenha em determinadas situações, antes que ele piore tudo que já está insuportável pelo seu jeito rude de ser e seu comportamento belicoso até demais, pela felicidade geral da Nação.




Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista











6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page