top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

A dignidade e a grandeza não têm ideologias










O fato sem politicagem 11/09/2022



Após 70 anos de reinado o Reino Unido sentirá a falta que fará a sua Soberana, Rainha Elizabeth ll, é nesse momento da perda humana, que soube se comportar como uma verdadeira estadista, o mundo vai perceber o valor do ser humano quando ele transcende toda expectativa que há em torno de uma pessoa e ele se despede de nós com a verdadeira sensação de dever cumpridas, missão realizada e uma passagem por esse plano espiritual de verdadeira dedicação aos outros.


Tudo que for dito após o falecimento da Rainha Elizabeth ll, ainda será pouco para enaltecer e fazer menções ao legado deixado por essa Rainha que soube ser mulher, mãe, avó e observadora de várias gerações sem titubear no exercício do seu cargo e funções, mormente no momento de ser Chefe de Estado com predomínio sobre várias nações e territórios, edificando a glória e a honradez de todo um velho continente, onde ela nasceu e morou com toda honra para seus consortes.


A sensação para quem fica por mais uma longa ou curta temporada é que tudo aquilo que foi preconizado nos últimos tempos não passa de informações desencontradas, a capacidade administrativa não tem sexo, cor, religião ou mesmo local de origem. A Rainha Elizabeth ll deixa uma lição muito forte para a humanidade, em uma época de desarmonia entre os humanos, no final de uma segunda guerra mundial ela se manteve impávida e soberana.


Não sei se o seu filho e sucessor, agora o Rei Charles lll terá a mesma fibra da sua mãe, na condução do Estado Inglês, o atual momento é de profunda sensibilidade e ponderação, a Rainha deixa uma nação e uma Commonwealth, totalmente diferentes das que herdou do seu pai, a economia está em frangalhos, inflação alta e o desemprego apontando para um desequilíbrio relutante, de difícil solução para todo o planeta, principalmente depois do Coronavírus.


Não adiante os adversários de a Monarquia querer fazer intrigas, insinuar que é um regime caro e superado, a Inglaterra é um país conservador e tradicionalista, certamente esse sistema implantando lá é um dos mais sadios e merece todo nosso respeito. Você tem um chefe de Estado e um chefe de Governo; na hora em que o governo falha, seu grupo tem que pagar pelo erro cometido, implicando até mesmo na queda do seu primeiro ministro, sem envolvimento com o Chefe de Estado.


Ao contrário no que ocorre aqui no Brasil que tem um sistema presidencialista, maquiado, quando o presidente da República quando erra é passível de cair, seno ele o responsável pelo Governo e o Estado, pois os Poderes estão concentrados em uma única figura na República, que é o presidente, todo o aparato que envolve esse sistema fica mais caro e de difícil administração. Não estou pregando o Parlamentarismo, mas temos que avaliar nosso sistema.


Nesse momento, ainda, de condolências e os funerais da Rainha estão sendo preparada, como se diz sempre nessa hora, Rainha morta, Rei posto. A Inglaterra não está em estado de clima de desespero, porém é bom que estejamos preparados para que o novo Estado tenha uma nova diretriz, a sobriedade e a continuidade da harmonia, para tanto é preciso que apoiemos e os demais países com relações comerciais e políticas com os ingleses continuem firmes.





Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista













9 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page