top of page
Buscar
  • Foto do escritorGenival Dantas

A cizânia governamental decorre da empáfia dos governantes






Novo governo velhas práticas 17/07/2023



O que estamos passando é fruto direto de uma árvore podre nas suas raízes, jamais vão dar frutos saudáveis, mesmo em tempos de chuvas torrentes e clima favorável em quaisquer estações, dirijo-me especificamente, nessa sentença, ao encantador de serpentes, o faceto presidente, Lula da Silva, e sua perseguição bucólica ao prêmio consagrado aos humanos, conhecido como Prêmio Nobre da Paz, e designado ao mais puro espírito humano e de fé.



Conhecendo a personagem de extremo egoísmo e contador de anedotas, além de dissipador de inverdades injuriosas, o malaco mais improdutível dentre todos da República Federativa do Brasil, alimentado pelas próprias mentiras dentro dos corredores palacianos e palanques eleitoreiros, dentro e fora das campanhas políticas, verdadeiro provedor de injustiças sociais, usando ainda o nome da Democracia e se jubilando quando identificado de Comunista.



Não estou inventando, simplesmente traduzo palavras aos ventos ditas pelo próprio presidente, Lula da Silva, em suas falas às avessas, em imitações baratos do nosso ilustre Rui Barbosa, quando ele tenta ligar nada a lugar algum, em termos de frases difusas. Juntando tudo isso vivemos em País que não é uma Democracia parlamentarista, entretanto o presidente, Lula da Silva, comporta-se apenas como chefe de governo, esquece que ele é também chefe de Estado.



Hoje o nosso presidente, se assim podem considerar, encontra-se em Bruxelas (Bélgica) mais uma caravana que segue para tratar de assuntos correlatos (??????) um infindável rosário de opacidades políticas, falaciano termos como se estivesse defendendo o Brasil junto da União Europeia, no caso do acordo comercial, em que, tanto a UE como o Mercosul, defendem seus pontos de vistas, sem, entretanto, admitirem que são sociedades falidas, comercialmente.


O que vem ocorrendo é o abuso de autoridade para que o presidente da República fique nesse vai e vem, como se o protagonismo do cargo de presidente fosse ficar em constante viagens internacionais, bancadas pelo pobre pagador de impostos, com elevado custo ao erário público, sem nenhum sentimento de constrangimento ou culpa de usar o nosso dinheiro em vão, alimentando a vaidade de uma clientela acostumada viver à custa do dinheiro fácil.



Justificar que o presidente, Lula da Silva, também ocupa o cargo de presidente do Mercosul, é outra imprudência, a instituição Mercosul devia bancar essas viagens intermináveis do seu presidente, afinal há mais de um membro, não se justifica alegar que o Brasil é o mais rico de todos os seus membros, mentira, somos todos falidos e metidos em um mesmo balaio de gatos famintos de justiça e futura, não vai ser um Comunista desconjurado que trará solução ao País.





Genival Dantas

Poeta, Escritor e Jornalista








































































8 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page